sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

Mais coisas que aprendi durante a viagem

  1. Cueca tem dois lados e, adivinhem, dá para usar os dois. A não ser que você tenha sífilis ou gonorréia.
  2. Mendigos americanos são bilíngues.
  3. Eu acho que não sei escrever bilíngue e o google não quer abrir aqui.
  4. Arroz e feijão é coisa de rico.
  5. Fast food é coisa de quebrado.
  6. Nunca mais reclamo da conta do restaurante/bar/pizzaria.
  7. Homens de respeito usam camisas folgadas parecendo camisolão.
  8. Homens metidos a rappers usam camisas folgadas parecendo camisolão.
  9. Os americanos são paradoxais.
  10. As roupas nas lojas são lindas, mas o povo só se veste mal.
  11. Enquanto no Brasil os gordinhos ralam para achar uma roupa que caiba, aqui, os magrinhos não tem vez. Tem roupa que o menor tamanho é extra large (XL). Eu já cheguei a ver camisas XXXL. Acho que eram sacos de lixo personalizados.
  12. No nosso amado país, os homens tem medo de confundir travestis com mulheres. Na terra do tio Sam, as mulheres tem medo de confundir homens com lésbicas. Todos os casais lésbicos que encontrei por aqui eram formados por uma mulher que eu jurava que era um homem e uma gordinha. Quero lésbicas suecaaaaaaas!!
  13. Ceia de Natal só no Natal. Véspera é véspera.
  14. Sogros gostam muito de genros e noras, mas só até lembrarem que eles estão com um de seus filhos ou filhas.
  15. Não importa a temperatura, sempre tem alguém na piscina. Parecem até que nunca viram uma.
  16. Montanhas russas só são assustadoras no Brasil e isso só porque elas parecem que vão despencar a qualquer instante.
  17. Quedas de 90 º são desesperadoras. Falo delas em um outro post.
  18. Batata chips com molho caseiro de churrasco não passam de batatas chips com canela.
  19. Açúcar é algo pouco usado por aqui. Nem precisa, tudo é doce.
  20. Toda aquela comida que você fica com água na boca quando assiste filmes e seriados americanos não passam de lendas urbanas. A maioria das comidas tem um cheiro muito bom e um gosto não tão bom assim.
  21. Água da pia e água de garrafa tem o mesmo gosto, mas o psicol[ogico fala mais alto.
  22. Comprar um presente pra namorada quando você passa 24 horas por dia com ela é algo beeeem complicado.
  23. Zippos são os isqueiros mais fodas da face da terra e agora eu sou dono de um deles. A Érica mandou dizer que foi ela que me deu de Natal. Foi um dos melhores presentes de Natal que eu já ganhei, depois dela e da viagem. Mais uma vez: eu não fumo. Só pra lembrar.
  24. Mesmo no frio, mesmo com dor de garganta e com as mãos congelando, gostoso é tomar sorvete. Bom, tem gente que prefere tomar em outros lugares...o sorvete pessoal.
  25. Internet nos EUA não é tão boa como pensamos. Pelo menos não a que recebemos no hotel e não pelo preço que pagamos.
  26. Deixar sua namorada tirar os seus cravos e pelos encravados do rosto é a pior ideia que vocês podem ter nas suas vidas. Sério. O EV adverte: cravos e pelos encravados quando são retirados podem doer como se você tivesse levado um chute no saco.
Bom, ainda estou sem muito tempo pra escrever, mas a viagem está sendo muy fueda. Fomos em todos os parques e eu foi em todas as montanhas russas, acreditam? Mas depois falo melhor sobre a minha experiência com elas. Posso adiantar que não gosto de coisas altas e que fico agoniado em ficar encostado no parapeito da varanda. Tenho certeza que vocês vão gostar de ler. Ademais, happy new year for everyone.

sábado, 19 de dezembro de 2009

Coisas que aprendi durante a viagem

  1. Em Miami, 40% da população é formada por idosos. Mais 40% é composta pelos seus cachorros e os outros 20% são de latinos que trabalham para eles.
  2. Em Orlando, é muito mais fácil você encontrar alguém que fale espanhol do que alguém que fale inglês.
  3. Nos EUA em geral, o preço das comidas mais saudáveis e mais "caseiras" é muito caro. Você tem duas opções: ser magro e pobre ou rico e gordo.
  4. Sabe aquelas americanas gatas que você viu nos filmes, pornográficos inclusos, revistas e tv? Esqueça, elas não existem por aqui, se você encontrar uma é latina. As mulheres aqui tem o padrão de beleza ideal para os homens das cavernas.
  5. Você já está puto da vida por ver caras horríveis namorando mulheres lindas? Aqui, caras atraentes, porque lindo é meio gay, namoram gordas cheias de celulite. Fiquem felizes da próxima vez que ficarem com uma banguela, muito melhor que isso.
  6. Os programas de tv daqui são mais trash que os do Brasil. Marcia Goldsmith e Ratinho ficam beeem atrás. Hoje mesmo assisti o caso de um cara que transou com a sogra. A mulher dele já era um dragão, imaginem a mãe dela.
  7. A Disney só é um lugar mágico para os visitantes. O pessoal lá literalmente paga pra trabalhar por lá.
  8. Só na Disney você encontra manobristas de carrinhos de bebê.
  9. Quando te chamarem para um churrasco nos EUA, se prepare para comer hambúrguer e cachorro quente.
  10. As paredes, pelo menos em Orlando e Miami, parecem ser ocas. Acho que é por isso que elas não aguentam furacões.
  11. Vou comprar um XBox 360. Eu sei que isso aqui não foi algo que aprendi durante a viagem, mas é que eu queria fazer inveja.
  12. Viajar com uma pessoa que você ama é simplesmente perfeito.
  13. Sentir saudades de casa é mó merda.
  14. Não importa o quão ruim minha mãe cozinhe, a comida dela é melhor que a americana.
  15. Pelo menos aqui na Flórida, quem não tem carro ou celular smartphone, é pobre e mesmo assim, vive melhor que muita gente.
  16. Até os mengidos são educados.
  17. Shows de malabarismo só no Cirque du Soleil, no sinal, nem pedestre tem direito.
  18. Se existe transporte público aqui na Flórida, eles tem escondido de mim até agora.
  19. Se você põe o seu carro pra lavar, ele continua limpo. Não é que nem no Brasil que os meninos sujam assim que você chega no primeiro sinal.
  20. Queijo nacho não tem gosto de queijo e é apimentado pra caracol. Não comam.
  21. Na alfândega, não se pode tirar fotos. Ruim foi ter descoberto isso depois que eles mandaram eu apagar a foto e guardar a máquina antes que eles a tomassem de mim.
  22. Aqui também tem atendentes que ficam com vontade de mandar você tomar bem no meinho.
  23. Um centavo realmente vale um centavo. Nada arredondado.
  24. Todos os preços daqui tem no mínimo três noves (U$19,99;U$9,99;...).
  25. Só porque as pessoas estão de camiseta e chinelo na rua, não quer dizer que o dia está quente.
Quando voltar eu posto umas fotos legais que tirei e algumas coisas engraçadas também. Talvez, consiga atualizar mais vezes, só não sei quantas mais. De qualquer forma, happy holidays for everyone.

Adivinhem quem é

Se vocês realmente pensaram que o Diego perderia um tempo precioso da viagem dele para entrar na internet e escrever algo para vocês, vocês acertaram. Mas nem se animem muito porque nem tenho muito tempo pra escrever algo que preste. Só entrei mesmo para ver como o Danilo estava se saindo e, adivinhem, ele até que está se saindo melhor do que eu imaginava. Por favor, continuem comentando e incentivando esse infeliz rastejante.

Só preciso por um pouco de ordem na casa e descobrir algumas coisas.
  1. Luan, deixa de ser lerdo e para de postar como Carlinhos, ou continue e me faça rir. Ah, uísque aqui é baratíssimo.
  2. Danilo, continue escrevendo, pare de arrastar asa pra Monique e, se for pra Aracaju, leve a minha caneca. Marica.
  3. Nicke, como anda o namoro?
Calma que resolvi postar uma coisinha antes de dormir.

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

A criatividade humana

Imagine-se em um dia da semana,uma sexta, você está de férias, é verão e...você fica em casa sem nada pra fazer, mas é sem nada MESMO, nem o velho MSN te ajuda. Nessas situações você se perguntaria “O que fazer?” daí percebe que não tem a resposta assim logo de cara e é agora que vem a grande sacada desse post : A criatividade humana.
Aparentemente os seres humanos não foram feitos pra entediarem-se, o tédio é uma palavra temporária no dicionário de qualquer pessoa, pois logo que ela se encontra nesse estado deplorável, acontecem algumas etapas:


1- Tentar sair com os amigos que moram por perto

2- Ver um filme, ou ler um livro

3- Criar os jogos mais esquisitos (e quando eu digo esquisito,são esquisitos mesmo, só quem já viveu sabe)

Se nada disso funcionar pra destruir o tédio, (começa o perigo) a pessoa é capaz de fazer o que não gosta pra distrair-se, mas ai você pensam “que besteira, onde mora o perigo?” e eu respondo: Quem gosta de fazer o que não gosta? Imaginem o estado mental de um ser humano a chegar nesse ponto




Sei que esse post tá com o assunto mal trabalhado e que demorei de postar, foda-se; mas mesmo assim lá vão as desculpas:

1- Eu avisei que não postaria todo dia
2- Eu soube um pouco em cima da hora que teria que manter esse blog pra vocês,era pra eu tá só botando vídeos e imagens,então não reclamem,to tentando me esforçar
3-Não tenho idéias de post,nem imagens pré-armazenadas (eu penso como ficaria a imagem que esse post teria)
4- Se tiverem alguma idéia de post por favor me avisem,e gostaria de agradecer o apoio de Monique ;D

domingo, 13 de dezembro de 2009

Fique a vontade, você é da casa

Antes de Diego viajar a gente tava discutindo esse assunto e chegamos a uma conclusão: sempre que você ouvir isso corra, não tem vantagem nenhuma em ser “da casa” (até porque se tivesse o as pessoas iam dizer “fique a vontade, você é visita” né?), vou dar um exemplo bastante real pra vocês entenderem melhor:

Vamos supor que um dia você almoce na casa de sua tia e estejam todos seus primos lá, ela passa pra te pegar e no carro diz o cardápio e é um prato que mesmo sem ser seu favorito você come tranqüilamente , até ai tudo bem né? Sim,mas só até ai. Chegando no elevador ela diz que você já é de casa e diz que tem que lavar os pratos pra ajudar ela (a espertinha só diz isso no elevador). Depois do almoço imagine a imagem da pia e a quantidade de pratos.



(Depois do almoço pode começa a "diversão").

Agora me diga, quem é que vai querer ser “da casa” e perder as vantagens de ser “visita” como ver a mãe de seu amigo dizendo: “vou botar a sobremesa pra ele primeiro porque ele é visita” e ver seu amigo ficar sem nada? Quem é que vai querer ouvir: de seu primo: “pode se servir, minha mãe disse que você é da casa”. Agora que fui totalmente imparcial quero saber se vocês ainda vão querer ser “da casa”.

sábado, 12 de dezembro de 2009

Agora quem manda SOU EU

Bem como vocês devem ta sabendo Diego viajou,e não vai poder atualizar o blog, então ele me deixou encarregado de cuidar disso daqui porque ele se importa (ou não) com vocês, bem, aqui vão algumas perguntas que vocês devem estar pensando:

1- Quem é você?
R: Sou o primo dele de salvador (e isso pra vocês já ta de bom tamanho)

2- Quando ele volta?
R: Não sei o dia ao certo, mas vocês terão que me engolir por mais ou menos três semanas

3- Ele deixou você ficar postando?
R: Na verdade só alguns vídeos e fotos, mas quem liga pra isso né?

4- Finalmente vai ter postagem em dia?
R: Pense comigo, se nem o dono do blog postava todo dia vocês acham que irá ser eu quem vai postar todo santo dia? (ah claro)

Bem, esclarecido alguns itens tentarei, (porém não prometo,e que isso fique bem claro) postar algo amanha.

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Top 5

1º Inteligência Feminina

Mais uma querendo inventar moda para descer escada de uma maneira inusitada.

O gordinho nem pra tentar segurar. Gordo só faz gordice mesmo...

2º Heroi Português

Quando um ladrão invade a sua casa e você consegue vê-lo pelas câmeras de segurança, o melhor ainda é chamar a polícia.

Já estou no 2º período de engenharia civil, mas nunca ouvi falar de um telhado feito de isopor. Agora entendi o porquê.

3º Diga Não Às Drogas

Tenho uma amiga que costumava dublar músicas com amigos. Era muito engraçado mesmo, vou até ver se consigo o link dos vídeos depois. Entretanto, ela nunca fez isso sobe o efeito de drogas.

Se eles tão chapados eu não sei, mas o da esquerda parece que botou uma balinha na boca e o da direita que deu um tapa na pantera.

4º Morsh FAIL

Primeiro que eu não sei como se escreve morsh. Ainda tentei usar o Google, mas nem ele me retornou resultados satisfatórios. Segundo, o importante é a queda que o cara tomou.

Uma palavra: ai...

5º Anabela de Malhadas

Basta dizer que ela é portuguesa porque dizer que é portuguesa burra é pleonasmo.

O alívio do locutor foi o melhor. Só faltou gritar "ALELUIAAAAA!!"

Beijos pra vocês que ficam ;*

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Amigo (nada)Secreto

Se tem uma coisa que não entendo, esta coisa é amigo secreto. Vocês podem até dizer:

- Hã!?!? Como é que você não entende o amigo secreto? É só tirar o papel e comprar um presente pra pessoa que você tirou e esperar o presente de quem te tirou? - sim, eu recebi uma resposta dessa.
Claro que não é disso que estou falando, rebanho de mongol. Sei como funciona esse esqueminha e blá blá blá, mas pra vocês entenderem melhor as coisas que não entendo, responderei algumas perguntas que eu mesmo formulei na minha cabeça para mim mesmo (quem comentar que isso é pleonasmo apanha):
  • Por que fazer um amigo secreto?
  • Quais amigos secretos participar?
  • Qual o trabalho em fazer um amigo secreto?
  • Por que o nome é amigo secreto?
  • Uma fadinha ou um monstrinho?
1º Por que fazer um amigo secreto?

Sei que as pessoas realizam amigos secretos para se divertir e aumentar a relação dos participantes, mas não estou me referindo a isso. Quando você participa de um amigo secreto, você dá um presente e recebe outro em troca. Muitas vezes você dá algo que a pessoa que você tirou quer e acaba recebendo...sei lá...sabonetes? Pra que caralhos você iria querer ganhar sabonetes? Me diz se não era muito mais fácil você pegar essa grana e simplesmente ir lá comprar aquilo que você queria. Lugar de aumentar o nível de amizade de um grupo é bar. Anotem.

2º Quais amigos secretos participar?

Pra ser sincero, essa coisa de ganhar o que não queria, acontece pelo seguinte fato: aquelas pessoas não são suas amigas. O que faz você, estagiário, pensar que o seu chefe é seu amigo? Está na cara que, se ele tirar você, tudo o que você vai ganhar é mais trabalho. O que faz você, genro oprimido, pensar que os seus sogros são seus best friend forever? Você faz coisas com a filha deles, lembra? Seu presente fica por conta dela depois.
Por favor mel Dels, não deixe minha sogra me tirar novamente.

As pessoas entram em tudo que é amigo secreto que aparece pela frente. Elas dão mais presente para conhecidos do que para suas próprias famílias. Tem amigo secreto no trabalho, da sua família, da família da(o) sua namorada(o), na escola/cursinho/faculdade e, pasmem, amigo secreto entre amigos mesmo.

O que dar de presente para o técnico da fotocopiadora? Para aquele seu primo que mora lá onde Judas perdeu o juízo? Para a tia Maricota que nem a própria família sabe quem é? Para a cdf espinhenta que só senta lá na frente e não fala com ninguém? Claro que você não sabe. Repito: eles não são seus amigos. Afim de evitar constrangimentos maiores, participe apenas dos amigos secretos que seus amigos organizarem ou, pelo menos, pergunte mais sobre a pessoa antes para não fazer como um amigo meu:

- Vou dar uma dica muito fácil e todo mundo vai perceber logo. A minha amiga secreta está grávida.
Não tinha nenhuma grávida participando. Entenderam ou querem que desenhe?

3º Qual o trabalho de fazer um amigo secreto?

Estava eu vadiando pela internet, quando me deparei com um "sorteador" de amigo secreto online. Na definição deste revolucionário programa, tinha escrito bem assim "sortear o seu amigo secreto nunca foi tão fácil". Peraê, peraê, quando é que foi difícil? É só escrever os nomes no papel, recortar, dobrar e sortear. Qual a dificuldade que isso apresenta? Posso até concordar que desse jeito tem a chance de alguém "se pegar", mas aí é que tá graça.

4º Por que o nome é amigo secreto?

Primeiro, nem todo mundo é seu amigo ali. Segundo, nunca é secreto.

Você vai lá e tira o seu papelzinho. Depois de olhar, a primeira coisa que você faz é perguntar ao seu melhor amigo quem ele tirou. Já participei de amigos secretos que tiveram que ser sorteados novamente porque todo mundo já sabia quem tinha tirado quem. O único jeito de ser secreto é ser secreto até para quem está tirando o papel. Para isso que servem essas "versões alternativas" de amigo secreto onde você sorteia na hora.

5º Uma fadinha ou um monstrinho?

Você resolveu não seguir os meus conselhos e entrou nessa cilada que é o amigo secreto. Agora se prepare meu amigo, pode ser uma fadinha ou um monstrinho.
Qual dos gatxenhos será que me tirou?

Mesmo na sua roda de amigos tem pessoas que você gostaria mais ou menos de tirar. Se você resolveu participar, duas coisas podem acontecer: você tirar alguém que você goste ou você tirar alguém que você não goste. Se você tirou alguém que você goste, bom, mas se você não tirou, duas coisas podem acontecer: você pode sacanear a pessoa ou tentar se aproximar dela comprando um presente de dar inveja. Se você resolveu sacanear a pessoa,bom, mas se não resolveu, duas coisas podem acontecer: uma pessoa que gosta de você te tirar ou a pessoa que você acabou de agradar te tirar. Se uma pessoa que gosta de você te tirou, bom, mas se foi a que você acabou de tirar, três coisas podem acontecer: ela também pensa em te agradar e compra algo decente ou você ganha uma gravata ou sabonetes. Agora sejam sinceros, quantas pessoas você já viram ganhar gravata ou sabonete e quantas pessoas vocês já viram ganhar algo decente?

*

Brincadeiras à parte, desculpem pela falta de atualização no blog. Viajo nessa sexta-feira e tive que tirar um tempo para resolver várias coisas. Tentarei ao máximo continuar atualizando o blog, nem que seja com vídeos ou fotos engraçadas. Qualquer coisa, vejo vocês depois do ano novo. Feliz natal e todas essas baboseiras de fim de ano para vocês.

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Una no...

Pra compensar pela porcaria abaixo, lembrei de um vídeo que assisti há algum tempo atrás. Na idade que eu assisti o vídeo, os vícios eram dois: tibia e o outro...er...bem...assistam o vídeo e me deixem em paz:


"...Lás dos manos deberás utilizar..."

Acho que é isso que chamam de programa educativo. Ai ai, como eu queria ter visto este vídeo antes. Ou não.

Fui, deu.

Diga Não Às Drogas

Falar de drogas é sempre algo complicado. Na maioria das vezes, quem fala, nunca teve alguém próximo ou se envolveu com drogas. Eu entrei nesse mundo e sai, mas tenho conhecidos que começaram e até hoje não conseguiram largar o vício. Não falo de drogas como álcool ou cigarro. O assunto aqui é sério. Falo sobre a droga das drogas. Aquela que aterroriza mães despreparadas e lota lan houses. Venho aqui pra falar sobre Tibia.

Esse lixo aí é Tibia.

Sei que vocês devem ter pensado que tibia era apenas mais um dos vários ossos do corpo humano, mas sei também que muitos já devem ter se envolvido com essa criação do demônio. Sinceramente, nunca vi uma coisa ser tão ruim e conseguir viciar tanta gente. Muita gente MESMO.

Quando eu comecei a me cnvolver com esse tipo de droga, ainda era uma criança pura e serelepe. Sim, amigos, eu já fui puro e inocente, mas já faz tanto tempo que não lembro direito. Meu primo que me apresentou. Como eu poderia negar? Ele é como se fosse meu irmão, nunca iria fazer algo para me prejudicar. Acreditei nele e fiz a minha conta. Na época, era complicado jogar, a internet ainda era discada na minha casa, mas o vício falou mais alto desde a primeira logada.

Desperdicei horas das minhas madrugadas jogando essa porcaria que, por sua vez, exigia cada vez mais de mim. Não dava mais para jogar apenas nas madrugadas dos finais de semana. Pro meu primo era mais fácil porque ele podia jogar na lan house. Tentamos por diversas vezes arrumar um local, que não a lan house, para saciarmos nossa sede pela droga. Instalamos o jogo na escola, no cursinho de inglês, casa de amigos, enfim, todos os lugares ao nosso alcance, mas mesmo assim não era o bastante.

Acho que meu primo se tornou mais dependente porque ele tinha como ir para a lan house. Hoje consigo enxergar que minha mãe estava apenas me protegendo. Nesse tempo, comecei a perceber que ele estava alterando o seu comportamento e comecei a utilizar menos da droga para não acabar do mesmo jeito. Começaram também a surgir histórias de adolescentes que matavam outros na vida real para resolver os problemas do jogo e de outros que vendiam as coisas de casa para manter o vício. Foi a gota d'água para mim.

Com muito esforço, consegui ajudar meu primo a se livrar desse mal. Porém, ele continua solto por aí. Apenas a um clique de distância. Se você tem algum amiguinho nessa situação, pelo menos mostre a ele um joguinho mais decente tipo...sei lá, paciência spider ou tetris. Porque venhamos e convenhamos, o tibia não tem nada de nada. Só moleques doentes andando de um lado pro outro sem nenhum objetivo. Pela minha experiência, todos os que jogam tem algum problema, principalmente o problema da falta de uma boa surra pra ver se toma jeito na vida.

O tratameno pode ser lento, mas é eficaz. Assim que a pessoa arruma uma namorada (o), o tratamento já está quase concluído, contanto que não tenham se conhecido no jogo porque aí a coisa piora. Basta a namorada resolver fazer uma greve ou resolver deixá-lo que ele percebe a burrada que está fazendo. Difícil mesmo é só arrumar a namorada.

Esse post está uma merda, não cumpri o que prometi e ainda por cima estou correndo o risco de ser xingado de novo, mas querem saber? Foda-se, tive um dia difícil, me deem um desconto.

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

A culpa não é minha

Hoje só amanhã pessoal. Estou na casa do meu primo e a situação aqui é tensa e dramática. Vou dizer os motivos:
  1. O teclado é ruim de digitar e você tem que apertar forte pra escrever, o que acaba limitando a minha velocidade.
  2. O mouse é um saco.
  3. A net é leeeeenta e não me deixa pegar as fotos que já tenho guardadas em casa.
  4. Estou com uma dor de barriga que está me matando. Pelo menos eu me fartei de pizza e não me arrependo nem um pouquinho.
Agora, me deixem em paz até amanhã porque hoje a minha noite é de rei.

Provavelmente escreverei sobre dois temas amanhã. Aguardem.

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Let´s Talk About Love

Se todos os seres humanos fossem seres estritamente racionais e calculistas, o amor não existiria. Não falo de um amor qualquer que se vai na primeira tempestade ou o amor que você tem pelo seus pais e irmãos. Falo do amor incondicional entre pessoas que não tem ligação alguma.

"Inteligência artificial carregada. Analizando amor: um jogo estranho. Não jogá-lo é a única forma de vencê-lo."

Encaremos os fatos, amamos amigos e parentes por puro interesse. Seja pela companhia, pelo jeito ou pelas coisas materiais que eles possam nos oferecer. É tão comum você escutar um amigo dizer "odeio meu pai/mãe" e logo em seguida ligar pra eles todo calminho e todo amoroso pra pedir uma grana pra sair ou o carro emprestado.

O amor verdadeiro entre pessoas sem nenhum laço prévio, não é algo que possa ser explicado pela lógica da vida. Mesmo quando a pessoa não tem nada pra te oferecer, você continua querendo que ela continue ali por perto. Pode ser o pior indivíduo do mundo, pode até te fazer mal, mas se você o amar, vai fazer de um tudo pra que ele continue com você. E sabe por quê? Porque o amor verdadeiro vive um triângulo amoroso com a loucura e a estupidez.

As loucuras de amor, hoje em dia, não são como as de antigamente. Pra falar a verdade, nunca foram iguais e nem poderiam ser, afinal de contas, elas nunca existiram. Elas nunca foram nada mais do que o próprio amor em si. Ele é um sentimento louco, uma forma de justificar tantos atos sem sentido e sem nexo para os que nunca o sentiram. Quem já fez uma dessas “loucuras” de amor e foi chamado de idiota ou de doido levante as mãos para o céu e diga amém, agradeça por ter alguém para amar e tenha pena dos que não entendem o que você faz.

(Perdoai-os Senhor, pois eles não sabem o que fazem.)

Nem sempre são apenas os outros que acreditam que estamos agindo como idiotas. Muitas vezes o amor nos cega e fazemos coisas que não faríamos nem sobre pressão. Agimos embriagados pelo sentimento. Isso nos faz infringir regras, aceitar o inaceitável, perdoar o imperdoável, fazer o impossível para que tudo aquilo continue funcionando. Ele nos deixa burros. Esse tal de amor verdadeiro é diferente. É ele que justifica todas as besteiras ditas e feitas, todos os obstáculos enfrentados, todas as discussões em casa, todas as caminhadas, todas as promessas feitas, todas as tentativas de cantar, todos os chocolates, todas as flores, todas as fugas de casa ou todas aquelas vezes em que você mentiu pros seus pais dizendo que só ia dar um pulinho ali.

"Nossa cópia do kama sutra tem alguns erros de tradução. As quais nos recusamos a corrigir."


Só não esqueçam que ele, antes de ser verdadeiro, é amor como todos os outros amores: machuca do mesmo jeito, quando não é pior. Existem apenas dois tipos de pessoa no mundo: as que sofrem por amor e as que não o conhecem. Todo relacionamento passa por momentos difíceis. Ninguém é o namorada ou a namorada perfeita vinte e quatro horas por dia, sete dias por semana. Falamos besteira e temos que ouvir muita besteira também. Faz parte, mas não quer dizer que não valha a pena.

Depois de ter sofrido e causado sofrimento, aprendi uma coisa que gostaria de compartilhar com todos vocês leitores do Embriaguez. Corra do amor enquanto puder, não se apegue a nada e nem a ninguém. Aproveite o que tiver que aproveitar porque ser solteiro é o que há. Quando o amor te alcançar, se ele fizer por onde, segure-o. Faça de tudo para que ele fique por perto. Curta a vida a dois ao máximo, pois, ter alguém do seu lado é o que há. Porém, se depois de ter feito tudo ao seu alcance para que esse amor não fosse embora ele ainda assim quiser ir, deixe-o e siga o seu caminho.

Pode parecer contraditório, mas faz sentido deixá-lo ir. Algo que te traz mais dor do que alegria não pode ser amor. Quando estiver sozinho, você pensará que nunca mais irá amar alguém do mesmo jeito. Bem, você está certo. Na próxima vez que o amor bater na sua porta, você amará muito mais. Acalmem-se. Ficar sozinho não é o fim do mundo. Apenas relaxem e esperem. Um novo sentimento, muito mais forte que o anterior, sempre surge. Surge até de lugares que você nunca esperaria. Posso garantir o que falo porque sou a prova disso.

Crente Doido

Quando eu digo que religião aliena as pessoas, dizem que eu estou louco. Ainda me chamam de herege. Só digo uma coisa: contra fatos não há argumentos.

Impressão minha, ou ele está tentando tirar o demônio do bueiro no começo do vídeo?

Mais tarde eu volto pra falar sobre amor.

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Um Problema Chamado Amor

O amor é o mais irracional dos sentimentos. Porém, apenas nós, seres racionais, somos capazes de sentí-lo e expressá-lo. É impressionante as coisas loucas, bestas e idiotas, que as pessoas fazem em nome do amor. Não vou falar sobre isso ainda nesse post, mas posso dizer três coisas:
  1. No próximo post falo sobre o lado estúpido do amor;
  2. A imagem abaixo mostra que o amor não tem lógica alguma. Tentar encontrar nexo nele é impossível;
  3. Sou um dos maiores estúpidos do mundo.
Minha abordagem normal é inútil aqui.

Tenho um trabalho pra apresentar amanhã, portanto, isso é o máximo que posso fazer por hoje.
Já acessaram o xkcd?

domingo, 29 de novembro de 2009

Compensando

Selecionei alguns vídeos que considerei engraçados para compensar pela falta de posts nesse final de semana. Até agora vocês gostaram bastante dos vídeos que já apareceram aqui e todos eles foram bem comentados. Vamos à eles?



1 - Pastor Metralhadora

Se tem uma coisa que eu gosto de discutir é religião, mas esse vídeo vai me poupar o falatório. Por favor, queiram me explicar que tipo de culto é esse (eu sei que a música no final foi editada, mas o resto não).

Esse daí incorporou a pomba gira.

2 - Lançamento de Anta

A estupidez humana é algo que continua me impressionando cada vez mais. Einstein estava certo -pra variar- quando disse que a estupidez humana não tinha limites.

Percebam que o cara só bota a almofada depois que ela já meteu a cara no chão ;P

3 - Maldita Inclusão Digital

Nunca duvide do que um ser humano pode fazer com uma camêra e um computador com internet. Ainda mais quando essas criaturas do todo poderoso estão provavelmente bêbadas.

Só eu achei que ele parece com uma foca depois de atropelada por um submarino?

4 - Michael Não Morreu

Vocês acharam que tínhamos perdido mais um rei da música mundial, mas estavam enganados. O ídolo apenas encontrou um elixir da juventude e anda aproveitando o sucesso pós-morte para fazer exibições públicas.

Reza a lenda que, ao acabar, o garotinho olhou para o cara da perna de pau e disse:

- Just beat it.

E saiu fazendo o moonwalk.

5 - Suspense

Logo que o vídeo começou a carregar, achei que o menino iria dar com o skate na cabeça da menina, o que para mim seria dolorido porém hilário. Passei o vídeo inteiro esperando o momento da skatada, mas depois vi que os dois que estavam dançando eram bem amigos e que o moleque não iria dar a porrada nela. Por um momento fiquei triste, mas assistam e descubram o motivo dele ser engraçado.

Alguém acaba de perder os dentes de leite.

Ah, passei em cálculo. #CHUUUPAAAA

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Meio-Dia

Há alguns anos atrás, ganhei de presente no natal o primeiro livro da saga do pequeno garoto que só se fodia na vida. Seu nome era Harry Potter. Meses depois, o livro já se encontrava no topo dos mais vendidos em diversos lugares ao redor do mundo. Esse fenômeno se repetiu em todos os sete livros.

O interessante é que o livro parecia ser só mais um livro para o público infanto-juvenil. Já li livros muito mais bem escritos, mas mesmo assim ainda acho Harry Potter muito melhor. Da mesma forma que já li livros com um linguajar parecido e que até hoje fazem com que me arrependa pelo tempo perdido para lê-los.

É fácil entender o sucesso do pequeno bruxo. Se você tirasse a parte da magia, sobrava a história de um órfão que descobre que não precisa ter que abaixar a cabeça para as pessoas pois ele tem o direito de escolher o que fazer e lutar pelas coisas em que ele acredita. Resumindo, é a história de um jovem que mesmo não sendo o melhor, continua lutando. Li e reli os livros várias vezes. Eles contribuiram bastante na formação do meu caráter.

Agora, tire os vampiros e lobisomens da saga Crepúsculo. O que sobra? Uma menina desajustada que não sabe direito o que quer da vida e um nerd virgem. Pode perguntar a qualquer menina se ela ficaria com um cara bonito, mas que não tem pegada, não chega junto e ainda foge de você, pra você ver o que elas dizem. Assisti apenas o primeiro filme e me decidi: não leria e nem assistiria mais nada dessa saga. Muitas amigas me disseram a mesma coisa:

- Ah, mas você fala assim porque você tem inveja dele. Só porque ele chama a atenção das meninas.

Vamos por partes. Se elas se referiam ao autor, gostaria de deixar bem claro que não tem como eu perder para um cara que nem banho toma. Segundo, gostaria de deixar mais claro ainda que o cara é super estranho. Agora, se elas se referiam ao personagem vampiresco, o buraco é mais embaixo.

Me digam, por favor, em que mundo fantasioso vampiros brilham quando expostos à luz solar? Bom, não sei exatamente que mundo é esse, mas deve ficar bem próximo de onde os vampiros jogam baseball. Fora que, esse tal de Edward Cullen, foi o vampiro mais marica (sem preconceitos) que eu já vi em toda a minha vida. Durante a sua vida eterna ele com certeza deve ter perdido seus cojones. Não falo só no sentido homossexual da palavra, mas também do jeito que ele agia com a tal da Bell, cheio de mimimi. O cara leva a mina pro meio do mato nas costas e ao chegar lá o que ele faz? NADA. Mostra que ele é cheio de purpurina.

O filme tava um saco, mas achei que ia melhorar na parte da luta entre os vampiros. Me enganei. A luta foi um saco, briga de mulherzinha mesmo: um tapinha aqui, um soquinho ali, chega a gangue dos bonzinhos, mata o malvadinho e pronto. Acabou bem rápido, graças à Deus. Onde foram parar as lutas de verdade entre vampiros? Ou melhor, onde foram parar os vampiros de verdade?

"Matadores de vampiras lésbicas" tem vampiros de verdade. "Van Hellsing" tem vampiros de verdade. "Buffy" tem vampiros de verdade. "Drácula" tem vampiros de verdade. Isso que as pessoas tanto aclamam hoje em dia, não é uma história de vampiros. É apenas a velha história do amor impossível só que toda maquiada. As "Bellas" da realidade não fazem mais assim, elas viram pros seus "Edwards" e dizem:

- A fila anda meu bem, não pegou logo porque não quis.

Já os "Edwards"...bem...acho que saem do armário.

Só pra terminar, a tirinha que catei lá do Cyanide & Happiness que me inspirou pra escrever sobre isso hoje:

Nem todos tiveram essa sorte =/

Agora sim vocês já podem começar a me xingar =)

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Esse é Luan:

Me mata de vergonha, esta criança u.u

Como já tinha dito antes que seria uma foto engraçada dele, não é muito difícil descobrir qual deles é ele. Essa foto foi tirada na gincana do colégio dele. Para os que ainda estão na dúvida...sim, ele é o mongol de samba canção e peruca rosa na cabeça. Vocês devem estar pensando "Ah, mas era gincana". Pff, que nada. Vira e mexe ele aparece assim nos lugares mais inusitados.

Desde criança ele já demonstrava o gosto por se vestir de forma "diferente". Fomos criados como irmãos e sempre fizemos a maior parte das coisas juntas. Como eu sei que vocês vão comentar algo do tipo "huuumm, tudo juntooo aiaiai uiuiui", já vou logo dizendo que ele é o passivo.

Tudo começou em um aniversário meu lá em 1900 e lá vai pedrinhas. O aniversário era do Batman e eu, claro, tinha a roupa do batman. Eu gostava mais dos power rangers, mas já tinha sido o tema da festa anterior. Lá estava eu com a minha máscara do Batman, a armadura do Batman, o cinto de utilidades do Batman, a calça do Batman e a capa do zorro, pelo menos a cueca era minha mesmo. Eis que surge Luan com a máscara e a armadura do Batman e um short preto acima do joelho. Na hora, nem devo ter notado ou percebido, mas vendo as fotos antigas, eu ri litros com elas. Eu fazendo umas poses de luta do Batman e Luan lá parecendo um robin saido de filmes preto e branco.

Avançamos agora para 2000 e pipoca, ano em que ele passou o carnaval em Olindina, interior da Bahia. Esta criatura me mostrou fotos dele vestido de mulher por lá. Peguem o travesti mais feio que vocês conseguirem e mesmo assim não vão consigar imaginar ele de maquiagem e em trajes mínimos. Pior é que ainda tinha direito a biquinho.

Pena eu não ter as outras fotos aqui agora, mas vou dar uma procurada e fico devendo. Põe na conta do Abreu, se ele não pagar...se fudeu.

Desculpem fazer vocês virem aqui ler essa porcaria mal escrita e ainda por cima ver meu primo de samba canção. Prometo um post polêmico sobre crepúsculo amanhã. Até lá, vejam pelo lado bom, ele podia estar usando a samba canção do pooh ou a do garfield. Acreditem, vocês não querem ver isso. Ou não.

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Maísa Japonesa

Sei que prometi a foto do meu primo para hoje, mas ainda estou bolando um textículo para a foto. Por enquanto, fiquem com o vídeo de uma apresentadora de televisão mirim lá do Japão cantando a música do bolinho de arroz (onigiri):


Embriaguez Verbal adverte: essa música não sairá mais da sua cabeça.

A menina não tem só o jeito, mas também a aparência da pequena Maísa. Orientais, sempre pegando coisas ocidentais e melhorando. Ou não. Aposto que o patrão dela é careca.

Em tempo, dei uma melhorada no blog ao mudar de template. A mudança não é definitiva, por isso, se tiverem sugestões, elas serão bem vindas.

Explicações

Já tinha recebido algumas reclamações, mas ainda estava em busca de um template que fosse mais a minha cara e a cara do blog. Pra ser bem sincero, nem tinha procurado muito porque estava meio sem tempo. Hoje recebi mais uma dessas críticas e, como tinha um pouco de tempo livre, resolvi tomar vergonha na cara e procurar. Não é que eu achei um bem legalzinho? Só que tive problemas com ele e resolvi mudá-lo depois, com a ajuda de um amigo. Por hora, troquei as cores do blog pra facilitar a leitura.

Espero estar com um visual novo e melhor para o blog até o final da semana. Ainda hoje posto uma foto do meu primo e falo um pouco sobre ele. Posso antecipar que ele me mata de vergonha.

Voltamos à nossa programação normal.

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Ragatanga

Quando a Monique me chamou para assistir a apresentação dela do espanhol, nem pensei duas vezes. O motivo é bem simples: ela disse que iria dançar ragatanga. Se na época que eu era moleque isso já era engraçado, imagina ver a nicke nessa idade dançar.

O dia pra mim foi bastante corrido por causa da crisma do meu primo, mas isso é história pra outro dia. Por isso, cheguei atrasado no local onde aconteceriam as apresentações. Ela estava sentada na porta e, por um momento, achei que já tinha acabado tudo e que ela não me perdoaria nunca mais. Calma, só pra dar um ar dramático à minha narrativa. Depois que desci do carro e falei com ela, foi que relaxei. Ainda nem tinha começado nada. Ainda bem.

Não falei ainda bem só pelo fato de ter pensado que tinha perdido de ver a nicke dançando ragatanga, mas sim porque as outras apresentações foram tão engraçadas quanto. Pelo fato da apresentação ser do curso de espanhol, embora eu não entendesse muuuita coisa, tudo o que eu ouvia me parecia muy bueno. Pena não ter filmado as outras turmas se apresentando.

Agora, vamos ao que realmente interessa. TCHAN TCHAN TCHAN TCHAAAAN:


A nicke é a 3º que está de blusa rosa. Por problemas técnicos, elas esperaram um bom tempo até a música começar. Percebam que elas mesmas riem de si próprias durante a dança e acabam errando, deixando tudo mais engraçado. E eu que sempre achei que ela fosse mais tímida. No blog dela ela conta os micos delas, mas depois desse dia percebi que ela é quem corre atrás deles.

Ademais, teve uns salgadinhos lá depois que tavam show de bola. Valeuzão por ter chamado nicke. Precisando de novo eu apareço. Hasta mañana. Olé! - a nicke que acabou de me ensinar.

sábado, 21 de novembro de 2009

Eva e Adão

No começo de tudo, após ter criado o primeiro homem, Deus, chegou para ele e disse:

-Adão, percebi que você anda meio cabisbaixo. Aconteceu alguma coisa?

-Sabe o que é? Você anda tão ocupado que nem tem tempo pra mim, eu preciso de alguém pra passar os dias comigo.

-Então tá decidido, vou fazer um outro ser humano, ele vai ser o oposto do que você é, assim, não vai faltar nada para nenhum dos dois. Só que vou precisar de uma costela sua pra fazer o truque porque o barro acabou.

Adão, que não era nem um pouco besta, ficou logo animado. Iria ter uma companhia para aproveitar os seus dias no paraíso e tudo que ele precisava fazer era dar uma costela que, por sinal, ele ainda nem sabia pra que servia. Ele só esqueceu de um detalhe: Deus é um cara que adora humor negro.

Deus cumpriu com a sua parte do acordo e, a partir da costela de Adão, criou Eva, a primeira mulher. Adão logo se apaixonou, mesmo sem saber muito bem o que isso queria dizer. Beijou os pés do Criador para agradecer e saiu de mãos dadas com Eva para dar uma voltinha no Jardim.

Uma semana depois, Deus resolveu dar uma passada no Jardim para ver como as coisas estavam por lá. Ao passar pelos pés de laranja-lima, encontrou com Adão sentado numa pedra, novamente cabisbaixo. Resolveu ir lá falar com ele pra se divertir um pouco:

-Qual foi o problema agora, Adão? Você não queria uma companhia?

-Pô Senhor, o problema é que eu não consigo entender a Eva. Ela diz uma coisa, mas faz outra completamente diferente. Não consigo entendê-la. Pergunto se algo aconteceu e ela sempre diz que não é nada, mas continua estranha. De vez em quando ela chora sem motivo nenhum e diz que eu não a entendo. Meu Deus, dai me forças. Tento entender a Eva, mas não consigo, é muito diferente de mim.

-Eva é uma mulher Adão, não foi feita pra ser entendida. Você já tentou fazer sexo com ela?

-Sexo?!?! Aiai se ela quisesse. Na hora do vamos ver ela sempre diz que tá com dor de cabeça. EU NEM SEI O QUE É ISSO.

-Calma Adão, as coisas ainda vão piorar. Você ainda nem viu a Eva de TPM.

-PATA CÁ PARÉU, TEM COMO PIORAR? Isso aqui virou um verdadeiro inferno depois que você fez a Eva para viver comigo pelo resto da vida. Vou embora daqui.

-Se você for, a Eva tem que ir junto, caso contrário, ela tem o direito de ficar com tudo que você tem, inclusive a sua folha de parreira.

Foi por isso que Adão, muito puto por ter gasto uma costela, resolveu ir embora do Jardim do Éden com a Eva. Melhor ter que aguentá-la em outro lugar do que ficar ouvindo a risada do Criador durante a eternidade.

Deus rindo dos casais na platéia.

Engana-se quem acredita na bíblia e na história da cobrinha. Lembrem que a bíblia é um livro de ficção. Até porque, quem pagou pelos nossos pecados foi Adão. Ele que teve que aguentar a Eva por milhares de anos. Perto disso, aquela cruz nem era tão pesada assim.

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Resumindo...

Ontem eu tive prova e hoje já é sexta-feira, dia de calourada de medicina. Então, pra quem vai ficar em casa nessa sexta, deixo o vídeo a seguir:


Conheço alguém que faria o mesmo se trocassem o marshmallow por uma garrafa de uísque.

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Morte aos pombos

Hoje tinha planos de escrever sobre outra coisa, mas essa outra coisa vai ter que ficar pra amanhã. Meu ódio por pombos é maior e mais forte.

Primeiro vamos estabelecer o que são pombos. Pra mim essas criaturas são pessoas que em vida nunca tiveram a oportunidade de sacanear outro ser humano e reencarnam só para isso. Esses pequenos miseráveis são odiados pela maior parte da população mundial. Ou você já viu alguém criando pombos?

Pombos nada mais fazem do que transmitir doenças, comer migalhas e cagar pelas cidades. Nem o canto desses infelizes é bonito. Eles nem cantam! Você já viu alguém chamar outra pessoa de pombo no meio de um elogio? A resposta é não e sabem por quê? Porque você só usa pombo ou pomba pra xingar ou dizer que a pessoa é lezada.

Vamos pensar aqui comigo. Crianças gostam de animais, certo? Mas você já viu alguma delas chegar para a mãe ou para o pai e pedir um pombo de presente de aniversário/natal/dia das crianças/cosme e damião/dia das bruxas/dia da árvore/dia do índio? Eu sei que você não viu. Crianças não gostam de pombos. Pombas são animais diabólicos que andam em grupo para atacar e roubar a pipoca das pobres criancinhas.

Acho que ela não está se divertindo...só acho.

Esqueçam aquela imagem do casal de velhinhos que caminha no parque, senta no banco e joga pipoca ou migalhas de pão a um comportado grupo de pombos. Esqueçam também o casal apaixonado que vai fazer piquenique e jogam as migalhas para os pombos. Isso só acontece em filmes onde depois de receberem migalhas os pombos começam a cantar e fazem uma dancinha. Na vida real, é isso que os sacaninhas fazem, um verdadeiro arrastão:

Perdeu playboy.

Vocês devem estar se perguntando o motivo de tanto ódio. Explico. Hoje de manhã fui pegar o carro que ganhei dos meus pais lá na concorde. Um celta limpinho, preto, novinho e limpinho pra chamar de meu. Voltei para casa todo pimpão e serelepe. Quando cheguei em casa, resolvi deixar o carro do lado de fora, pois, não sabia se minha mãe já tinha saido de casa e não queria impedir a saida dela. Estacionei e subi. Ao chegar em casa, vim vadiar um pouco no pc enquanto esperava minha mãe chegar pra ir mostrar o carro. Esse intervalo de tempo não foi nem de duas horas. No momento em que cheguei na porta do motorista para abrir e mostrar o interior, notei uma mancha na parte de cima do carro. Uma olhada mais de perto foi o bastante pra confirmar que aquela merda -com o perdão do trocadilho- era côco de pombo. Desde agosto eu dirijo, sempre deixei o carro da minha mãe e do meu pai do lado de fora, mas nunca, eu repito, NUNCA um pombo cagou no carro. Filhos das pombas invejosos. Se você encontrar um, corra, eles não andam só. Estão só esperando pra te pegar numa armadilha. Fikdik.

Fica aqui registrada a minha raiva.

terça-feira, 17 de novembro de 2009

Serviço Militar Obrigatório


Apesar do vídeo mostrar que entrar pro exército pode ser bem atrativo, eu não quis ficar. Pra tanto, me alistei com o meu primo no interior. Não que seja difícil "escapar" do serviço militar. Hoje em dia só fica quem quer mesmo.

No dia em que me apresentei, fui de calça, sapato e camisa sociais. Minha mãe disse que eles exigiam que fosse assim. Quando cheguei lá, a situação foi bem diferente. Tinha muita gente de havaina e camisa de time. A maioria tinha cara de meliante, esses com a camisa do Corinthians. Alguns homossexuais também, esses com a camisa so São Paulo (brincas). Supostamente, a cerimônia deveria começar às 8, cheguei atrasado com meu primo às 9 e não tinha nem começado. Às 10 o sargento apareceu e falou um pouco com a gente. Ensaiamos o juramento à pátria e coisa e tal. Ao final do ensaio ele disse que a prefeita estava chegando pra dizer algumas palavras durante a cerimônia. Ela só apareceu às 12.

Tirando a longa espera pela qual tivemos que passar, a cerimônia até que foi bastante animada. A prefeita simplesmente não conseguia falar alguns plurais e isso me fez rachar de rir. Depois do discurso dela veio o juramento à bandeira e o anúncio de que seria servido um lanche. Terminada a cerimônia, entramos na fila e pegamos a nossa reservista. Enfrentamos outra fila e chegamos até o lanche: um pão com uma fatia de queijo e guaraná schin. Do pão eu não posso nem reclamar porque tava gostoso e eu comi uns três. O guaraná eu vou deixar passar porque era de graça.

Como se não bastasse o lanche, o que já era bastante incomum, ainda tivemos um sorteio de 6 bolas, uma bicicleta e um dvd. Enquanto o sargento sorteava os números, ele ainda dava uma reboladinha e cantava uma musiquinha. Bom, como eu não tenho muita sorte quando o assunto é sorteios, não ganhei nada, mas, pra deixar o meu dia mais engraçado, quem ganhou a bola foi um dos gays que estavam lá presentes. Segue a conversa entre ele e um outro rapaz:

-Rapaz dê a bola pra mim preu jogá de bola. Cê nem gosta de joga de bola, cê gosta é da bola mesmo.

-Vou dá nada pra você não, o seu é pequeno pra mim. Devolva que eu tenho muita coisa pra fazer com essa bola.

-Então pegue aqui.

Quando eu conto essa história, ninguém acredita e diz que eu to de sacanagem. Sei que é difícil de acreditar, mas vocês sabem como é interior,né? Sempre tem história.

*

Já um colega meu, quando foi no quartel prestar o juramento a bandeira, pegou um sargento super ignorante. Antes de começar, o pessoal já tinha tirado o boné porque sabiam que era desrespeitoso, mas um rapaz continuo com ele na cabeça. O sargento já foi logo nele, deu-lhe uma bronca e mandou ele segurar a bandeira, que estava presa a um pedaço de pau, lá na frente. Eis que, no meio do hino nacional, o meu amigo escutou o barulho de madeira caindo no chão:

-VOCÊ É DOIDO!!COMO É QUE VOCÊ DEIXA SUA MÃE CAIR NO CHÃO?

-Oxe, minha mãe mesmo não.

-SUA MÃE SIM, SUA PÁTRIA MÃE.

-Apois, minha mãe tá é em casa.

Ele teve que passar o resto da cerimônia se segurando pra não rir.

*

Verdade é que todo mundo tem uma história sobre o dia em que foi se alistar. Alguns contam que quase acharam que iam ficar, outros que mentiram sobre ter algum problema físico, mas nenhum deles iria fugir do serviço militar se soubesse que ele seria assim:

Aiai...como eu me arrependo de ter ido embora =/

Em tempo, gostaria de agradecer a Patrícia do E agora? por ter me lembrado do vídeo. Ela escreve muito bem e está disponível no mercado. Depois quero que ela diga que não faço uma propaganda massa pra ela.

P.S.: Se eu ficar algum tempo sem escrever, vocês podem ligar para a polícia. Com toda certeza eu vou no mínimo apanhar pelo comentário da foto acima. Já me imagino amarrado em uma sala escura com apenas uma lanterna pendurada no teto e a voz dela calma e fria saindo de um alto falante:

-Quer dizer que você se arrepende,né? MWUAHAHAHAHAHA.

Rezem por mim, sim?

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Mc Leozinho FAIL

Enquanto isso, em um conglomerado qualquer:
Tá bom que ambos são desconhecidos e que ambos fazem parte da nova temporada de "A Fazenda", mas confundir Mateus Rocha com Mc Leozinho? Pelo menos ainda sei o que o Leozinho faz. Só por causa do "Mc", mas ainda assim sei.

Se ela dança eu danço \o/

Já dá pra ver os resultados de não ter que precisar de diploma para ser jornalista. Não acredita? Veja aqui antes que mudem.

Agora, a pergunta que não quer calar. Por que eu estava vendo quais são os novos integrantes de "A Fazenda"? =x

domingo, 15 de novembro de 2009

10 maneiras de tomar (ou não) uma advertência

1º Ria. Não importa se você ri alto ou baixo, estrondosamente ou delicadamente. Rir tira a concentração de qualquer um. Durante a bronca, ria ironicamente pelo canto da boca, isso garantirá um passe livre.

2º Passeie. A sala nunca é grande ou pequena o bastante para você circular. O importante é não ficar parado. Passeie dentro da sala que certamente você expandirá seus horizontes.

3º Reviva. Seus tempos de criança te ajudarão nessa árdua batalha. Acorde o demônio adormecido nos confins de seu âmago. Invente as mais variadas brincadeiras. Use a imaginação. Vença e comemore sua vitória em casa.

4º Mate. Pernilongos, formigas e outros insetos não fazem parte do ambiente. Aproveite os momentos de silêncio para caçá-los. Mate quantos forem precisos. Quanto mais você matar, mais pontos serão acumulados. Dez pontos são suficientes para você ganhar seu bônus e passar de fase em sua caçada.

5º Discuta. Mesmo estando errado você deve se achar o certo. Repita o primeiro item enquanto discute que certamente sua discussão chegará a algum lugar.

6º Dispute. Converse o mais alto que puder, dispute voz com quem for preciso para alcançar a hegemonia do espaço sonoro, mas não espere que a sua palavra seja a final.

7º Aproveite. Qualquer discussão serve de faísca para que o circo pegue fogo. Certifique-se de que você mantenha a vantagem durante toda a briga e que alguém esteja olhando. Mantenha a calma, brigue o suficiente para uma advertência, mas nunca o bastante para uma suspensão.

8º Transforme. A sala é o limite. Transforme-a. Ela pode virar um campo de futebol, uma quadra de vôlei ou uma trincheira, mas não se preocupe com as regras. Sempre haverá um juiz.

9º Forme. Um grupo de pagode nunca é demais. Junte canetas, os cadernos, batucar na mesa também vale. Crie um refrão animado e repita-o durante toda a música. Talvez você fique famoso e seja convidado a sair.

10º Dance. Enquanto realizam o nono item, levante-se e remexa. Não precisa ficar acanhado. Dance do jeito que achar o mais engraçado. Certifique-se de que a maioria esteja realizando o primeiro item. Se isso acontecer, se prepare para realizar o quinto item. Seu talento também será reconhecido e você também será convidado a dançar para pessoas mais importantes.

Eu escrevi essa crônica quando ainda era 1º ano. Nessa época eu achava que entendia o mundo e que tinha todas as respostas. Hoje eu sei que não tenho resposta nenhuma, mas tenho muito mais vontade de encontrá-las. Essa crônica acabava assim: "Se depois de tudo isso, você ainda assim permanecer na sala, sem sombra de dúvida, você é o filho da diretora". Bom, isso foi bastante polêmico e a diretora até mandou uma cópia dessa crônica para a minha mãe que me disse a seguinte frase:

- Meu filho, você escreve muito bem, mas deveria pegar mais leve pra não ofender os outros.

Ainda bem que nunca me tiraram a liberdade de expressão, mas eu realmente gostaria de pedir desculpa à diretora por ter dito isso. Eu estava errado. Hoje eu escreveria ela assim: "Se depois de tudo isso, você ainda assim permanecer na sala, sem sombra de dúvida, ou você estuda em uma faculdade/escola pública ou você é o filho da diretora". Desculpe a minha ignorância.

Ah, bem melhor agora.

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Igualdade entre os sexos

Durante anos as mulheres lutaram pela igualdade entre ambos os sexos. Elas lutaram por direitos iguais, salários iguais, posições iguais e chances iguais, mas acho que não era bem isso que elas esperavam:

- Mais rápido, mais rápido \o/

Não sei o restante dos homens, mas eu adoro toda essa igualdade. Pra você começar a gostar também, é só pensar aqui um pouquinho comigo. Vamos às nossas situações não tão hipotéticas de hoje:

Situação não tão hipotética Nº 1: Com a igualdade entre os sexos, você acaba indo pro supermercado fazer compras no lugar dela. Sei que supermercado não está na sua lista de "lugares que eu amo ir", mas veja pelo lado bom. Você pode comprar as coisas que você gosta ao invés de produtos 100% orgânicos e cerveja sem álcool.

Situação não tão hipotética Nº 2: O seu escritório agora deve estar cheio de mulheres. Não pense coisas do tipo "Ah, vou perder pra uma mulher", pense algo como "Melhor perder pra uma gostosa dessas do que pra um gordo peludo". Fora que, os happy hours vão ser muuuito mais interessantes, afinal, melhor ver a sua secretária fazendo um strip em cima da mesa do que o cara do almoxarifado.

Situação não tão hipotética Nº 3: Agora vocês provavelmente devem estar dividindo as tarefas de casa. Lavar a louça pode até ser um saco, mas se você parar pra pensar um poquinho, ao final do dia, ela vai estar muito menos cansada e as chances de você aproveitar uma noite de sexo são maiores. Melhor do que ficar sentado tomando cerveja o dia inteiro e de noite ter que ficar no cinco contra um.

Situação não tão hipotética Nº 4: Estão lembrados que agora ela trabalha? Então, meus amigos, pagar pelas compras compulsivas que ela fez só porque estava ansiosa, é algo que não vai mais pertencer ao hall dos seus problemas. Fora que as contas dos jantares e motéis serão divididas.

Situação quase não tão hipotética Nº 5: Ainda não é ela quem te leva nos braços quando vocês vão pro quarto fazer amor, mas deixa elas lutarem mais ainda pela igualdade que muito em breve a coisa muda.

Melhor parar por aqui antes que minha namorada mude de ideia em relação à mim. Lembrem-se que isso aqui é só uma brincadeira pra mostrar a vocês, mulheres, que por mais que vocês desejem tanto uma igualdade entre os sexos, vocês não abrem mão do bom e velho cavalheirismo.

Para os homens, só um último aviso:

Uma mulher é sua amiga. Não bata nela. Ame, cuide e proteja ela.

Por hoje é só pessoal.
Já visitou o Fottus hoje?

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Pô, não sei se foi a bronca que surtiu efeito ou se o post sobre Deus e o Telemarketing que foi bom. Tudo que sei é que me deu mais gosto para escrever. Viram que não arranca pedaços do dedo?

Acabei nem postando direito essa semana porque tive prova. Tá, eu não parei pra estudar, mas eu tenho que me preparar psicologicamente. Amanhã tenho duas ideias pra dois posts totalmente distintos. Ou eu mantenho Deus como personagem ou eu falo sobre amor, mas, como eu me conheço um pouco, é capaz de acabar misturando um pouco os dois ou não falar nem de um nem de outro. Como diria um amigo meu, "pode ser uma fadinha ou um monstrinho".

Embora eu não tenha postado direito essa semana, não vou pedir desculpas. Pra variar um pouco, eu vou apenas agradecer e madar um salve:
  1. Furão - Valeu por ter lembrado o modo que eu escrevia.
  2. Aline - A gente se distanciou um pouco, mas eu adoro quando você comenta aqui. Não esqueci de você.
  3. Binha - Esse salve vai pra você =)
  4. Nicke - Parceira de comentários.
  5. Minha patroa (por último, mas não menos importante) - Brigadão por me apoiar sempre e por não deixar que eu desistisse. Te amo (L)

Agora, chega de viadagem e vamos dormir que já ta na hora de ir pra cama. Nos vemos amanhã.

Da série: Habilidade ou Prática (3)

Bananas: você as está comendo do jeito errado

Tem gente que acha essa série de mau gosto, mas tem gente que gosta. Particularmente, eu fico impressionado com essas coisas.


quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Deus e o Telemarketing


Era um Domingo ensolarado. Deus estava sentado no seu trono celestial, tomando seu coquetel celestial e assistindo um stand up politicamente incorreto, até porque, nem ele é de ferro. Eis que o telefone toca:

- Boa tarde, com quem eu falo?
- Er...Com Deus.
- Senhor Deus, meu nome é Maria Madalena e eu estarei te oferecendo agora o nosso produto. O senhor teria um tempinho agora?
- Errr...É que eu acabei de criar uma galáxia e gostaria de descansar um pouc...
- E é justamente sobre isso que eu estarei conversando com o Senhor. A nossa empresa é uma empresa de renome no mercado galático. Hoje, ela está oferecendo uma super promoção pra você que gosta de criar galáxias, mas não tem tempo. O pacote inclui uma galáxia novinha em folha, oito planetas, xibilhões de estrelas e diversas luas. Tudo isso para ser montado à sua vontade.
- Ha ha ha...Pode parar com a brincadeira Lúcifer, agora que eu já descobri perdeu a graça.
- E não é só isso, se o Senhor confirmar a sua compra agora, o Senhor ainda leva inteiramente grátis uma enorme bola de fogo e uma pequena bola de gelo. Estarei fazendo um sup...
- Errr...Desculpa incomodar, mas é que eu realmente não preciso disso, eu posso fazer minhas galáxias sozinho e coisa e tal.
- Então, muito obrigada pela sua atenção e tenha um bom dia.

Depois dessa primeira ligação, dia após dia, noite após noite, ela continuo ligando para Deus como se fosse a primeira vez. Alguns milênios se passaram e Ele, já cansado, resolveu comprar aquela porcaria para se ver livre daquilo. Assim surgiu a Via Láctea. Demoraram alguns anos para ele aprender a montar aquela galáxia complicada. Só quando acabou foi que ele percebeu a cilada em que havia se metido.

A bola grande e quente era tão grande e tão quente que ele teve que botar no centro para que ela não queimasse os seus oito planetas. Já a bola pequena e fria era tão pequena que não conseguia gelar nada além dela, por isso, ficou lá no final para não atrapalhar o restante. Mesmo assim, apenas o terceiro planeta, a começar do centro, parecia uma de suas criações. O único problema era que ele já tinha vindo com moradores. Pequenos lagartinhos que ocupavam o céu, a terra e as águas. Rapidamente Deus ligou para a assistência técnica:

- Bom dia, aqui quem fala é Deus. Eu comprei uma galáxia de vocês e ela não veio do jeito que eu queria, mas como eu gostei muito de um dos planetinhas eu resolvi ficar com ela.
- Que bom, Senhor. Em que eu poderei estar te ajudando?
- Então, eu gostaria de trocar os habitantes escamosos por uns mais peludinhos.
- Bom, Senhor, eu não posso tirá-los de lá agora. Pelo seu contrato, o Senhor terá que esperar alguns milhares de anos antes de poder optar por um pacote melhor para esse planeta, mas passado este tempo, eu estarei enviando um dos nossos técnicos para fazer a mudança.
- Eu espero então.
- Muito obrigada e tenha um bom dia.

Deus esperou, esperou, esperou e esperou, até que, num belo dia, o técnico veio. O tal do darwin fez a mudança, mas advertiu que a troca não havia sido completa e que os novos habitantes poderiam dar problemas de vez em quando. Deus nem se incomodou em escutá-lo, estava mais interessado em observar os seus novos bichinhos.

Passados alguns milhares de anos, Deus liga novamente para a assistência desesperado:

- Socorroooo!! Aquelas criaturas saíram do controle e estão destruindo o meu querido planetinha, daqui a pouco eles vão começar a se mudar e destruir os outros. Me ajudem pelo amor de Deus!!
- Senhor, sinto-lhe informar, mas o nosso técnico o informou sobre os riscos e mesmo assim o Senhor resolveu prosseguir.
- Ma-mas e agora?!?! O QUE EU FAÇO?
- Aguarde um instante, estarei transferindo a sua ligação para um de nossos gerentes.

TANANNANNANNANNANNAN NANANANA NANANANA NANANANA NANANANAA

- Bom dia, meu nome é Judas Iscariotes, em que posso ajudá-lo?
- O meu planeta está sendo destruido pelos bichinhos peludos que eu comprei no último pacote lançado pela empresa. Não dá pra mudar ou destrocar não? Eu gosto tanto desse planetinha...
- Bom, o Senhor terá que esperar alguns milhares de anos para adquirir um nove pacote. Até lá, eu não poderei estar fazendo nada pelo Senhor, mas estarei rezando para que tudo acabe bem.

Desde aquele dia, Deus espera, puto com os bichinhos peludinhos e com pena do seu planetinha. Agora você entende da onde vieram alguns dos nomes que você aprendeu na escola, né?

Em tempo, eu gostaria de parabenizar a moça do Hiper Card que me liga quatro vezes na semana para dizer a mesma coisa. Parabéns mesmo, você merece.

terça-feira, 10 de novembro de 2009

Calourada de Medicina 2009/2

É com muito prazer que eu venho hoje aqui divulgar a calourada do pessoal de medicina. Se calourada já é uma coisa boa, imaginem a do pessoal de medicina. A festa tem tudo pra ser boa, só seguir a seguinte lógica. O pessoal de medicina se acabou de estudar pra entrar na faculdade e agora tudo o que eles querem é....? CURTIR!!

QUANDO: 20 DE NOVEMBRO (óbvio que é de 2009 ¬¬)
ONDE: A PARTIR DAS 21H LÁ NO CLUBE DE ENGENHARIA
ATRAÇÕES :
  • ROJÃO DIFERENTE (forró)
  • TATI A LOIRINHA DO ARROCHA (arrocha)
  • GIL BAIANO (só Deus sabe)
  • DJ IGOR MENEZES

NA PRIMEIRA HORA DE FESTA, CERVEJA GELADA A 1 REAL!!!

Ingresso tá 10 reais com o pessoal de medicina ou com meu amigo Furão.

Vai perder a chance de ganhar um check-up das meninas de medicina? Então, melhor correr porque se não elas vão acabar tão disputadas quanto o curso. E você achando que só tinha nerd, né?

Em tempo, mais tarde eu posto o post de ontem =)




sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Puta Que Pariu

Estava eu debaixo do meu edredom, quando de repente escuto um barulho de pneu queimando no asfalto. Como eu moro em uma avenida sem fiscalização eletrônica, isso é bastante comum e, geralmente, eu nem acordo com o barulho. Nessa acordei.

O barulho da freada foi seguido por um barulho de vidro sendo estilhaçado e de folhas se mexendo. Em seguida, veio o som de metal na terra. Por fim, o som de música brega tocando no som.

Levantei rapidamente da cama para ver o que tinha acontecido. Ao chegar à janela, deparei-me com a cena de um carro de cabeça para baixo dentro do mangue, próximo à ele, estava a árvore que havia sido atingida. Eu só imaginava o carro batendo no meio-fio e dando uma cambalhota na direção do mangue. O pior é que não consegui perceber nenhum movimento de dentro do veículo.

Pouco tempo depois, dois carros pararam perto do local do acidente e desceram dois homens, um de cada carro. Só nesse momento foi que percebi que o motorista estava tentando sair de dentro do carro. Pelo que pude ver, ele estava bem. Passou a mão na cabeça, mas reclamou mesmo foi do ombro. Ao menos, não estava morto ou sangrando.

Vi o Ricardo, porteiro do prédio, olhar para os dois lados da avenida antes de atravessar e percebi que não seria necessário me vestir para descer e descobrir o que tinha acontecido. Esperaria ele retornar para interfornar para a portaria. Nesse pequeno intervalo de tempo, um carro, acho que da rádio patrula ou polícia militar, chegou. Dele desceram três homens armados. Que se aproximaram do motorista e dos rapazes que, creio eu, eram amigos do acidentado.

Depois de um certo tempo de conversa, o Ricardo, voltou para a portaria e eu fui para a cozinha interfonar. Segue aqui a conversa:

- E aí, Ricardo, qual foi dessa vez?
- Rapaz, o cara que capotou o carro no mangue.
- To ligado...Mas caiu lá, por quê?
- Eu acho que ele tava bêbado. Tava com cara de que tinha tomado umas duas. O policial ainda perguntou "Você bebeu?" e ele "Não,não".
- Beleza aí, cara. Boa noite.
- Valeu, Diegão.

Puta que pariu, 1:30 da manhã, o cara derruba uma árvore e capota o carro e vem dizer pra mim que não bebeu? A rua tava vazia, não tinham animais atravessando e nem pessoas. Fora que, estava com o som alto escutando brega. Vai dizer que ele resolveu catar siri? Que estava com vontade de tomar banho de rio? Façam-me o favor.

Bom, sei que chamaram o Corpo de Bombeiros e a SAMU. Pelo que vi, o cara foi levado à delegacia para fazer um teste de embriaguez. Provavelmente, teremos mais notícias nos jornais locais, os quais não pretendo assistir. Portanto, se alguém tiver alguma informação, só deixar lá nos comentários ou me mandar por e-mail que eu do um update aqui.

Embriagues verbal, mostrando que bebida prejudica o meio-ambiente. Lembrem-se: se beber, não derrube as pobres árvores. E tenho dito.

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

O Problema Não É Com Você

Eu tenho certeza de que essa frase que dá nome ao post já foi ou será escutada/dita pela maioria dos seres humanos em algum momento da sua vida. O problema, caro leitor, é que o problema está sim com você. Por mais que você queira acreditar no que a outra pessoa diz, você vai estar apenas se iludindo.

Antes que vocês pensem alguma merda, não aconteceu nada com o meu namoro. As coisas tão indo bem como sempre. Ontem eu viajei pra tirar o visto com a família dela (conto a história dessa viagem depois) e só voltei para casa às 00:30. Hoje eu dormi o dia inteiro, mas resolvi postar algo mesmo assim. Enquanto pensava no que iria escrever, eu comecei a fuçar os blogs que costumo ler todos os dias. Foi em um deles que encontrei inspiração para falar sobre essa bendita frase:

Lá no Cyanide and Happiness sempre encontro tiras recheadas com humor negro, mas essa foi premiada. Além do humor negro, apareceu uma boa dose de realidade, afinal de contas, isso é tudo o que você gostaria de ter feito com aquele seu/sua ex -FDPFDPFDPFDPFDPFDP - que te disse isso quando resolveu terminar e, no dia seguinte, já estava agarrado com outra pessoa. Como não podemos, o melhor mesmo é esquecer e rir da vida, pois, tudo isso passa e a gente acaba encontrando alguém melhor.

Vocês não tem noção do quanto o mundo dá voltas e dos lugares improváveis que ele te leva, mas podem ter certeza de que as coisas melhoram depois que você bota na cabeça que, no final, foi você quem saiu ganhando. Ou você acha que iria conhecer o homem/mulher dos seus sonhos namorando com um/uma idiota? Só gostaria de agradecer à todas que me disseram isso e à todas que resolveram seguir adiante ao invés de me matar.

Ademais, amanhã vou tirar sangue pela manhã e depois acho que passo o dia com meu primo porque é aniversário dele, mas vou tentar ao máximo escrever algo que preste. Hasta luego.

terça-feira, 3 de novembro de 2009

Post Atrasado de Sexta

Em tempo, não postei nos últimos dias, mas dessa vez não vou me preocupar em pedir desculpas. Verdade que eu disse que tentaria postar sempre que tivesse tempo e eu até tive tempo na sexta-feira, mas parei um pouco pra pensar e percebi que vocês não estavam comentando. Falei com uma amiga blogueira e ela estava percebendo a mesma coisa no blog dela, o Bastidores da Profissão, e eu até ia fazer um post de desabafo na sexta só que depois perdi a vontade.

Confesso que fiquei chateado em ver os comentários diminuindo aqui no blog ao mesmo tempo em que aumentava no msn. As visitas díárias aumentaram um pouco e pessoas de outras regiões já começaram a marcar presença aqui no blog, embora eu não tenha recebido comentários delas.

Cheguei à conclusão de que os comentários no blog servem não só pra alimentar o meu ego, mas também para incentivar outras pessoas a fazerem o mesmo. Um comentário é como um tapinha nas costas pra dizer que to indo no caminho certo, mas se vocês não comentam eu não consigo adivinhar. Então, que tal vocês virem aqui ler e depois clicar em "comentários"? Putz, tem gente que não comenta porque acha que comentário tem que ser uma frase que mude a vida dos jovens das próximas gerações. Vocês podem simplesmente ir lá e dizer qualquer coisa. Vou ajudar vocês e seus dedos preguiçosos. A partir de hoje, vocês comentam nem que seja um item dessa lista, só copiar e colar. É fácil ou não é? E não, isso não quer dizer que vocês devam comentar APENAS isso:
  1. Que lixo.
  2. First.
  3. First é gay.
  4. Legal.
  5. Po, maneirinho.
  6. Volto quando você escrever algo que preste.
  7. Aff, desiste logo de escrever.
  8. kkkkkkkkkkkkkkkk
  9. UAHSauShaUshUASHaUHS
  10. poskaposkaposkaposk

E pra quem sempre comenta la no msn, valeuzão os comentários e tudo mais, continuem comentando lá também, mas será que dá pra pelo menos copiar e colar o que vocês falam lá aqui nos comentários?

Ah, já ia esquecendo, no final de semana eu não escrevi porque tava curtindo, mas no feriado e hoje eu realmente fiquei sem tempo, principalmente hoje. Amanhã viajo pra Recife pra tirar o meu visto e, por isso, tive que tirar o dia para ir atrás de uns papéis. Relaxem que amanhã mesmo eu já estou de volta. Beijoscomenta ;*

Eu não disse?

Como eu já tinha avisado antes (Macho Alfa), é bom vocês prestarem bastante atenção antes de se casar, pois, aquela euforia toda pode se transformar nisso:


Ele não parece tão feliz agora, parece? Já ela...
Eu se fosse ele já deixava ela por aí, depois era só dizer que a água que tinha levado. Bom, pelo menos no Espírito Santo, do jeito que as coisas estão, eles acreditarião.

Pra variar a foto veio do Fottus.

Idiota

Eu não sei se foi porque fiquei com pena, mas eu não acho que ele seja idiota. Pra ser sincero, olhando daqui ele só me parece meio idiota.

Ele parece com um amigo meu, só não consigo me lembrar o qual.

Já acessaram o Fottus hoje?

Da série: Habilidade ou Prática? (2)


Treinar, treinar e treinar, esse é o lema. Pelo visto, é a única coisa que ela tem feito.

Foto achada no orapois.

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Coisa de caba homi

Esse ano eu fiz uma aula experimental de samba de gafieira e bolero. Queria muito ter dado continuidade, mas não estava com tempo sobrando e minha parceira já estava de partida para a França. Como eu realmente tinha gostado da ideia de fazer aula de dança e tenho uma namorada que gosta muito de dançar, decidi que faria com ela qualquer tipo de aula de dança. Aí vocês perguntam:

- Qualquer tipo de aula? Até mesmo balé? - ela também perguntou isso na hora.

- Eu sei que, com ela, até balé eu danço.

Quando eu contei pros meus amigos e ela pros dela, as reações foram as mesmas:

- ASHAUSHAUSHuaSHuAHSuAHSuAHsuAH tá "aviadando" de vez agora, né? UASHUAHSUAshuASHuaHs

- Sempre desconfiei que você era assim "afrescalhado".

- Bem que eu achava você perfeito demais para ser hétero. -tá, essa foi eu que inventei agora.

Bom, como Deus é um cara maneirinho e que gosta de mim pra caralho, mas só de vez em quando, ele me enviou este vídeo para que eu pudesse me deliciar da forma mais irônica possível.

Talvez, depois dessa, ela desista da ideia de fazermos balé, mas pelo menos eu já vou ter desfrutado de toda essa ironia. Se não desistir, acho que vou ter muita companhia masculina nas aulas.

Rasputin brasileiro

Esse é Rasputin.


Antes da revolução russa, Rasputin, acabou se tornando uma das personalidades mais influentes em toda a Rússia. Ele vivia circulando entre a alta sociedade russa e até mesmo o czar o respeitava, tratando-o como se fosse um conselheiro. Quando o czar deixou o trono para combater na I Guerra Mundial, Rasputin passou a influenciar ativamente as decisões políticas do país.

Agora vamos à parte que nos interessa da vida de Rasputin: seu assassinato, mas primeiro, falemos da primeira tentativa. Antes de ficar conhecido nas rodas da high society russa, ele havia sido esfaqueado por uma prostituta, a mando de um dos seus opositores, mas sobreviveu. Agora, chegamos finalmente as vias de fato. Depois que o czar voltou, começaram a tramar o assassinato de Rasputin. No porão da mansão do príncipe Félix, o jantar foi servido para Rasputin. O bruxo bebeu e comeu comida envenenada, mas mesmo assim, não morreu. Então, o príncipe, já muito puto, deu um tiro no peito do monge que caiu, mas se levantou na tentativa de fugir do recinto. Atiraram nele mais algumas vezes, mas ele continuo tentando se levantar. Foi ai que o agrediram e o colaram dentro de um saco que foi amarrado e jogado no Rio Neva. Rasputin não morreu envenenado, não morreu pelas agressões e nem pelos tiros que lhe foram dados, mas sim pelo frio do rio.

Agora eu gostaria que vocês conhecessem Jacques, o Rasputin Brasileio.


Esse realmente é brasileiro e não desiste nunca. Reza a lenda que depois de tudo isso ele tomou um banho e voltou a dormir.

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Tá de sacanagem,né?

Parece brincadeira, mas ontem eu peguei a revista Veja dessa semana pra dar uma olhada e acabei encontrando o post de hoje. Antes de começar a palhaçada, gostaria de deixar bem claro que eu não gosto da Veja por dois simples motivos:
  1. Não estão mais trazendo textos do Millôr na revista.

  2. Ela é tendenciosa, tal qual a nossa querida rede Globo.

Assim como a Globo, por mais que ela seja tendenciosa, eu acabo dando uma olhadinha de vez em quando. Ela até que tem umas matérias interessantes de vez em quando, mas nada de super - com o perdão do trocadilho. Nas primeiras páginas da revista sempre aparece uma pequena entrevista com alguma personalidade. Não, não estou falando das páginas amarelas, é uma menorzinha que antes se limitava a uma pequena coluna. Acontece que, o jornalista que faz essa entrevista tem um humor bem parecido com o meu, ou seja, politicamente incorreto com um leve toque de limão. Geralmente, as pessoas que são entrevistadas acabam falando besteira e, o repórter, faz com que elas continuem falando suas asneiras. Às vezes ele até faz perguntas capciocas que levam os entrevistados a cometerem verdadeiros assassinatos mentais.

Bom, depois das crônicas de Millôr e das frases da semana, que sempre trazem uma pérola, essa entrevista é o que deixa a Veja atraente aos meus olhos. Como ela não está mais trazendo as crônicas, eu fui direto para a entrevista. Vamos combinar que eu esperava dar um sorrisinho de leve, mas nunca pensei que ela viraria tema para um post. O pior não foram as perguntas, mas a pessoa que foi entrevistada.


Nessa idade e ainda acredita em saci?

Conheçam Robson Moreira, presidente da Sociedade dos Observadores de Saci. Tá difícil de acreditar? Vou repetir. Este é Robson Moreira, presidente da Sociedade dos Observadores de Saci e entrevistado dessa semana da revista Veja. Agora, ponham-se na pele desse jornalista. Sexta de manhã o seu celular toca, é o seu chefe. Você loga se desperta e atende o telefone pra saber quem você terá que entrevistar:

- Bom dia, patrão. Quem será o azarado que eu irei sacanear na entrevista dessa semana?

- Ah, quanto a isso precisa se preocupar não. Esse você não vai precisar sacanear - você escuta risadas vindo do outro lado do telefone, muitas risadas.

- Como assim? Não precisa sacanear?

- Não - as risadas agora estão mais altas. Esse já veio sacaneado. Você vai entrevistar o presidente da Sociedade dos Observadores de Sacis.

- Ta de sacanagem,né? Mais fácil que isso só se eu fosse entrevistar a Carla Perez.

Esse deve ter sido o trabalho mais fácil da vida dele.

Eu sei que não precisa mais de diploma pra ser jornalista, mas ta na hora de voltar à entrevista. Vejam vocês que ele não só acredita em sacis, mas que também divide o carro com um saci chamado Miçanga, não é legal? E pra vocês verem que a gente sempre tem algo novo para aprender, eu que achava que os dribles do Garrincha e do Robinho eram talento, descobri que eles nada mais eram que mágicas de saci. Eu acho que pra aprender todo esse conhecimento sobre saci que ele tem, só fumando muito cachimbo. Querem saber do que mais? Bons tempos aqueles em que mágica era transformar água em vinho.