sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

Mais coisas que aprendi durante a viagem

  1. Cueca tem dois lados e, adivinhem, dá para usar os dois. A não ser que você tenha sífilis ou gonorréia.
  2. Mendigos americanos são bilíngues.
  3. Eu acho que não sei escrever bilíngue e o google não quer abrir aqui.
  4. Arroz e feijão é coisa de rico.
  5. Fast food é coisa de quebrado.
  6. Nunca mais reclamo da conta do restaurante/bar/pizzaria.
  7. Homens de respeito usam camisas folgadas parecendo camisolão.
  8. Homens metidos a rappers usam camisas folgadas parecendo camisolão.
  9. Os americanos são paradoxais.
  10. As roupas nas lojas são lindas, mas o povo só se veste mal.
  11. Enquanto no Brasil os gordinhos ralam para achar uma roupa que caiba, aqui, os magrinhos não tem vez. Tem roupa que o menor tamanho é extra large (XL). Eu já cheguei a ver camisas XXXL. Acho que eram sacos de lixo personalizados.
  12. No nosso amado país, os homens tem medo de confundir travestis com mulheres. Na terra do tio Sam, as mulheres tem medo de confundir homens com lésbicas. Todos os casais lésbicos que encontrei por aqui eram formados por uma mulher que eu jurava que era um homem e uma gordinha. Quero lésbicas suecaaaaaaas!!
  13. Ceia de Natal só no Natal. Véspera é véspera.
  14. Sogros gostam muito de genros e noras, mas só até lembrarem que eles estão com um de seus filhos ou filhas.
  15. Não importa a temperatura, sempre tem alguém na piscina. Parecem até que nunca viram uma.
  16. Montanhas russas só são assustadoras no Brasil e isso só porque elas parecem que vão despencar a qualquer instante.
  17. Quedas de 90 º são desesperadoras. Falo delas em um outro post.
  18. Batata chips com molho caseiro de churrasco não passam de batatas chips com canela.
  19. Açúcar é algo pouco usado por aqui. Nem precisa, tudo é doce.
  20. Toda aquela comida que você fica com água na boca quando assiste filmes e seriados americanos não passam de lendas urbanas. A maioria das comidas tem um cheiro muito bom e um gosto não tão bom assim.
  21. Água da pia e água de garrafa tem o mesmo gosto, mas o psicol[ogico fala mais alto.
  22. Comprar um presente pra namorada quando você passa 24 horas por dia com ela é algo beeeem complicado.
  23. Zippos são os isqueiros mais fodas da face da terra e agora eu sou dono de um deles. A Érica mandou dizer que foi ela que me deu de Natal. Foi um dos melhores presentes de Natal que eu já ganhei, depois dela e da viagem. Mais uma vez: eu não fumo. Só pra lembrar.
  24. Mesmo no frio, mesmo com dor de garganta e com as mãos congelando, gostoso é tomar sorvete. Bom, tem gente que prefere tomar em outros lugares...o sorvete pessoal.
  25. Internet nos EUA não é tão boa como pensamos. Pelo menos não a que recebemos no hotel e não pelo preço que pagamos.
  26. Deixar sua namorada tirar os seus cravos e pelos encravados do rosto é a pior ideia que vocês podem ter nas suas vidas. Sério. O EV adverte: cravos e pelos encravados quando são retirados podem doer como se você tivesse levado um chute no saco.
Bom, ainda estou sem muito tempo pra escrever, mas a viagem está sendo muy fueda. Fomos em todos os parques e eu foi em todas as montanhas russas, acreditam? Mas depois falo melhor sobre a minha experiência com elas. Posso adiantar que não gosto de coisas altas e que fico agoniado em ficar encostado no parapeito da varanda. Tenho certeza que vocês vão gostar de ler. Ademais, happy new year for everyone.

sábado, 19 de dezembro de 2009

Coisas que aprendi durante a viagem

  1. Em Miami, 40% da população é formada por idosos. Mais 40% é composta pelos seus cachorros e os outros 20% são de latinos que trabalham para eles.
  2. Em Orlando, é muito mais fácil você encontrar alguém que fale espanhol do que alguém que fale inglês.
  3. Nos EUA em geral, o preço das comidas mais saudáveis e mais "caseiras" é muito caro. Você tem duas opções: ser magro e pobre ou rico e gordo.
  4. Sabe aquelas americanas gatas que você viu nos filmes, pornográficos inclusos, revistas e tv? Esqueça, elas não existem por aqui, se você encontrar uma é latina. As mulheres aqui tem o padrão de beleza ideal para os homens das cavernas.
  5. Você já está puto da vida por ver caras horríveis namorando mulheres lindas? Aqui, caras atraentes, porque lindo é meio gay, namoram gordas cheias de celulite. Fiquem felizes da próxima vez que ficarem com uma banguela, muito melhor que isso.
  6. Os programas de tv daqui são mais trash que os do Brasil. Marcia Goldsmith e Ratinho ficam beeem atrás. Hoje mesmo assisti o caso de um cara que transou com a sogra. A mulher dele já era um dragão, imaginem a mãe dela.
  7. A Disney só é um lugar mágico para os visitantes. O pessoal lá literalmente paga pra trabalhar por lá.
  8. Só na Disney você encontra manobristas de carrinhos de bebê.
  9. Quando te chamarem para um churrasco nos EUA, se prepare para comer hambúrguer e cachorro quente.
  10. As paredes, pelo menos em Orlando e Miami, parecem ser ocas. Acho que é por isso que elas não aguentam furacões.
  11. Vou comprar um XBox 360. Eu sei que isso aqui não foi algo que aprendi durante a viagem, mas é que eu queria fazer inveja.
  12. Viajar com uma pessoa que você ama é simplesmente perfeito.
  13. Sentir saudades de casa é mó merda.
  14. Não importa o quão ruim minha mãe cozinhe, a comida dela é melhor que a americana.
  15. Pelo menos aqui na Flórida, quem não tem carro ou celular smartphone, é pobre e mesmo assim, vive melhor que muita gente.
  16. Até os mengidos são educados.
  17. Shows de malabarismo só no Cirque du Soleil, no sinal, nem pedestre tem direito.
  18. Se existe transporte público aqui na Flórida, eles tem escondido de mim até agora.
  19. Se você põe o seu carro pra lavar, ele continua limpo. Não é que nem no Brasil que os meninos sujam assim que você chega no primeiro sinal.
  20. Queijo nacho não tem gosto de queijo e é apimentado pra caracol. Não comam.
  21. Na alfândega, não se pode tirar fotos. Ruim foi ter descoberto isso depois que eles mandaram eu apagar a foto e guardar a máquina antes que eles a tomassem de mim.
  22. Aqui também tem atendentes que ficam com vontade de mandar você tomar bem no meinho.
  23. Um centavo realmente vale um centavo. Nada arredondado.
  24. Todos os preços daqui tem no mínimo três noves (U$19,99;U$9,99;...).
  25. Só porque as pessoas estão de camiseta e chinelo na rua, não quer dizer que o dia está quente.
Quando voltar eu posto umas fotos legais que tirei e algumas coisas engraçadas também. Talvez, consiga atualizar mais vezes, só não sei quantas mais. De qualquer forma, happy holidays for everyone.

Adivinhem quem é

Se vocês realmente pensaram que o Diego perderia um tempo precioso da viagem dele para entrar na internet e escrever algo para vocês, vocês acertaram. Mas nem se animem muito porque nem tenho muito tempo pra escrever algo que preste. Só entrei mesmo para ver como o Danilo estava se saindo e, adivinhem, ele até que está se saindo melhor do que eu imaginava. Por favor, continuem comentando e incentivando esse infeliz rastejante.

Só preciso por um pouco de ordem na casa e descobrir algumas coisas.
  1. Luan, deixa de ser lerdo e para de postar como Carlinhos, ou continue e me faça rir. Ah, uísque aqui é baratíssimo.
  2. Danilo, continue escrevendo, pare de arrastar asa pra Monique e, se for pra Aracaju, leve a minha caneca. Marica.
  3. Nicke, como anda o namoro?
Calma que resolvi postar uma coisinha antes de dormir.

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

A criatividade humana

Imagine-se em um dia da semana,uma sexta, você está de férias, é verão e...você fica em casa sem nada pra fazer, mas é sem nada MESMO, nem o velho MSN te ajuda. Nessas situações você se perguntaria “O que fazer?” daí percebe que não tem a resposta assim logo de cara e é agora que vem a grande sacada desse post : A criatividade humana.
Aparentemente os seres humanos não foram feitos pra entediarem-se, o tédio é uma palavra temporária no dicionário de qualquer pessoa, pois logo que ela se encontra nesse estado deplorável, acontecem algumas etapas:


1- Tentar sair com os amigos que moram por perto

2- Ver um filme, ou ler um livro

3- Criar os jogos mais esquisitos (e quando eu digo esquisito,são esquisitos mesmo, só quem já viveu sabe)

Se nada disso funcionar pra destruir o tédio, (começa o perigo) a pessoa é capaz de fazer o que não gosta pra distrair-se, mas ai você pensam “que besteira, onde mora o perigo?” e eu respondo: Quem gosta de fazer o que não gosta? Imaginem o estado mental de um ser humano a chegar nesse ponto




Sei que esse post tá com o assunto mal trabalhado e que demorei de postar, foda-se; mas mesmo assim lá vão as desculpas:

1- Eu avisei que não postaria todo dia
2- Eu soube um pouco em cima da hora que teria que manter esse blog pra vocês,era pra eu tá só botando vídeos e imagens,então não reclamem,to tentando me esforçar
3-Não tenho idéias de post,nem imagens pré-armazenadas (eu penso como ficaria a imagem que esse post teria)
4- Se tiverem alguma idéia de post por favor me avisem,e gostaria de agradecer o apoio de Monique ;D

domingo, 13 de dezembro de 2009

Fique a vontade, você é da casa

Antes de Diego viajar a gente tava discutindo esse assunto e chegamos a uma conclusão: sempre que você ouvir isso corra, não tem vantagem nenhuma em ser “da casa” (até porque se tivesse o as pessoas iam dizer “fique a vontade, você é visita” né?), vou dar um exemplo bastante real pra vocês entenderem melhor:

Vamos supor que um dia você almoce na casa de sua tia e estejam todos seus primos lá, ela passa pra te pegar e no carro diz o cardápio e é um prato que mesmo sem ser seu favorito você come tranqüilamente , até ai tudo bem né? Sim,mas só até ai. Chegando no elevador ela diz que você já é de casa e diz que tem que lavar os pratos pra ajudar ela (a espertinha só diz isso no elevador). Depois do almoço imagine a imagem da pia e a quantidade de pratos.



(Depois do almoço pode começa a "diversão").

Agora me diga, quem é que vai querer ser “da casa” e perder as vantagens de ser “visita” como ver a mãe de seu amigo dizendo: “vou botar a sobremesa pra ele primeiro porque ele é visita” e ver seu amigo ficar sem nada? Quem é que vai querer ouvir: de seu primo: “pode se servir, minha mãe disse que você é da casa”. Agora que fui totalmente imparcial quero saber se vocês ainda vão querer ser “da casa”.

sábado, 12 de dezembro de 2009

Agora quem manda SOU EU

Bem como vocês devem ta sabendo Diego viajou,e não vai poder atualizar o blog, então ele me deixou encarregado de cuidar disso daqui porque ele se importa (ou não) com vocês, bem, aqui vão algumas perguntas que vocês devem estar pensando:

1- Quem é você?
R: Sou o primo dele de salvador (e isso pra vocês já ta de bom tamanho)

2- Quando ele volta?
R: Não sei o dia ao certo, mas vocês terão que me engolir por mais ou menos três semanas

3- Ele deixou você ficar postando?
R: Na verdade só alguns vídeos e fotos, mas quem liga pra isso né?

4- Finalmente vai ter postagem em dia?
R: Pense comigo, se nem o dono do blog postava todo dia vocês acham que irá ser eu quem vai postar todo santo dia? (ah claro)

Bem, esclarecido alguns itens tentarei, (porém não prometo,e que isso fique bem claro) postar algo amanha.

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Top 5

1º Inteligência Feminina

Mais uma querendo inventar moda para descer escada de uma maneira inusitada.

O gordinho nem pra tentar segurar. Gordo só faz gordice mesmo...

2º Heroi Português

Quando um ladrão invade a sua casa e você consegue vê-lo pelas câmeras de segurança, o melhor ainda é chamar a polícia.

Já estou no 2º período de engenharia civil, mas nunca ouvi falar de um telhado feito de isopor. Agora entendi o porquê.

3º Diga Não Às Drogas

Tenho uma amiga que costumava dublar músicas com amigos. Era muito engraçado mesmo, vou até ver se consigo o link dos vídeos depois. Entretanto, ela nunca fez isso sobe o efeito de drogas.

Se eles tão chapados eu não sei, mas o da esquerda parece que botou uma balinha na boca e o da direita que deu um tapa na pantera.

4º Morsh FAIL

Primeiro que eu não sei como se escreve morsh. Ainda tentei usar o Google, mas nem ele me retornou resultados satisfatórios. Segundo, o importante é a queda que o cara tomou.

Uma palavra: ai...

5º Anabela de Malhadas

Basta dizer que ela é portuguesa porque dizer que é portuguesa burra é pleonasmo.

O alívio do locutor foi o melhor. Só faltou gritar "ALELUIAAAAA!!"

Beijos pra vocês que ficam ;*

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Amigo (nada)Secreto

Se tem uma coisa que não entendo, esta coisa é amigo secreto. Vocês podem até dizer:

- Hã!?!? Como é que você não entende o amigo secreto? É só tirar o papel e comprar um presente pra pessoa que você tirou e esperar o presente de quem te tirou? - sim, eu recebi uma resposta dessa.
Claro que não é disso que estou falando, rebanho de mongol. Sei como funciona esse esqueminha e blá blá blá, mas pra vocês entenderem melhor as coisas que não entendo, responderei algumas perguntas que eu mesmo formulei na minha cabeça para mim mesmo (quem comentar que isso é pleonasmo apanha):
  • Por que fazer um amigo secreto?
  • Quais amigos secretos participar?
  • Qual o trabalho em fazer um amigo secreto?
  • Por que o nome é amigo secreto?
  • Uma fadinha ou um monstrinho?
1º Por que fazer um amigo secreto?

Sei que as pessoas realizam amigos secretos para se divertir e aumentar a relação dos participantes, mas não estou me referindo a isso. Quando você participa de um amigo secreto, você dá um presente e recebe outro em troca. Muitas vezes você dá algo que a pessoa que você tirou quer e acaba recebendo...sei lá...sabonetes? Pra que caralhos você iria querer ganhar sabonetes? Me diz se não era muito mais fácil você pegar essa grana e simplesmente ir lá comprar aquilo que você queria. Lugar de aumentar o nível de amizade de um grupo é bar. Anotem.

2º Quais amigos secretos participar?

Pra ser sincero, essa coisa de ganhar o que não queria, acontece pelo seguinte fato: aquelas pessoas não são suas amigas. O que faz você, estagiário, pensar que o seu chefe é seu amigo? Está na cara que, se ele tirar você, tudo o que você vai ganhar é mais trabalho. O que faz você, genro oprimido, pensar que os seus sogros são seus best friend forever? Você faz coisas com a filha deles, lembra? Seu presente fica por conta dela depois.
Por favor mel Dels, não deixe minha sogra me tirar novamente.

As pessoas entram em tudo que é amigo secreto que aparece pela frente. Elas dão mais presente para conhecidos do que para suas próprias famílias. Tem amigo secreto no trabalho, da sua família, da família da(o) sua namorada(o), na escola/cursinho/faculdade e, pasmem, amigo secreto entre amigos mesmo.

O que dar de presente para o técnico da fotocopiadora? Para aquele seu primo que mora lá onde Judas perdeu o juízo? Para a tia Maricota que nem a própria família sabe quem é? Para a cdf espinhenta que só senta lá na frente e não fala com ninguém? Claro que você não sabe. Repito: eles não são seus amigos. Afim de evitar constrangimentos maiores, participe apenas dos amigos secretos que seus amigos organizarem ou, pelo menos, pergunte mais sobre a pessoa antes para não fazer como um amigo meu:

- Vou dar uma dica muito fácil e todo mundo vai perceber logo. A minha amiga secreta está grávida.
Não tinha nenhuma grávida participando. Entenderam ou querem que desenhe?

3º Qual o trabalho de fazer um amigo secreto?

Estava eu vadiando pela internet, quando me deparei com um "sorteador" de amigo secreto online. Na definição deste revolucionário programa, tinha escrito bem assim "sortear o seu amigo secreto nunca foi tão fácil". Peraê, peraê, quando é que foi difícil? É só escrever os nomes no papel, recortar, dobrar e sortear. Qual a dificuldade que isso apresenta? Posso até concordar que desse jeito tem a chance de alguém "se pegar", mas aí é que tá graça.

4º Por que o nome é amigo secreto?

Primeiro, nem todo mundo é seu amigo ali. Segundo, nunca é secreto.

Você vai lá e tira o seu papelzinho. Depois de olhar, a primeira coisa que você faz é perguntar ao seu melhor amigo quem ele tirou. Já participei de amigos secretos que tiveram que ser sorteados novamente porque todo mundo já sabia quem tinha tirado quem. O único jeito de ser secreto é ser secreto até para quem está tirando o papel. Para isso que servem essas "versões alternativas" de amigo secreto onde você sorteia na hora.

5º Uma fadinha ou um monstrinho?

Você resolveu não seguir os meus conselhos e entrou nessa cilada que é o amigo secreto. Agora se prepare meu amigo, pode ser uma fadinha ou um monstrinho.
Qual dos gatxenhos será que me tirou?

Mesmo na sua roda de amigos tem pessoas que você gostaria mais ou menos de tirar. Se você resolveu participar, duas coisas podem acontecer: você tirar alguém que você goste ou você tirar alguém que você não goste. Se você tirou alguém que você goste, bom, mas se você não tirou, duas coisas podem acontecer: você pode sacanear a pessoa ou tentar se aproximar dela comprando um presente de dar inveja. Se você resolveu sacanear a pessoa,bom, mas se não resolveu, duas coisas podem acontecer: uma pessoa que gosta de você te tirar ou a pessoa que você acabou de agradar te tirar. Se uma pessoa que gosta de você te tirou, bom, mas se foi a que você acabou de tirar, três coisas podem acontecer: ela também pensa em te agradar e compra algo decente ou você ganha uma gravata ou sabonetes. Agora sejam sinceros, quantas pessoas você já viram ganhar gravata ou sabonete e quantas pessoas vocês já viram ganhar algo decente?

*

Brincadeiras à parte, desculpem pela falta de atualização no blog. Viajo nessa sexta-feira e tive que tirar um tempo para resolver várias coisas. Tentarei ao máximo continuar atualizando o blog, nem que seja com vídeos ou fotos engraçadas. Qualquer coisa, vejo vocês depois do ano novo. Feliz natal e todas essas baboseiras de fim de ano para vocês.

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Una no...

Pra compensar pela porcaria abaixo, lembrei de um vídeo que assisti há algum tempo atrás. Na idade que eu assisti o vídeo, os vícios eram dois: tibia e o outro...er...bem...assistam o vídeo e me deixem em paz:


"...Lás dos manos deberás utilizar..."

Acho que é isso que chamam de programa educativo. Ai ai, como eu queria ter visto este vídeo antes. Ou não.

Fui, deu.

Diga Não Às Drogas

Falar de drogas é sempre algo complicado. Na maioria das vezes, quem fala, nunca teve alguém próximo ou se envolveu com drogas. Eu entrei nesse mundo e sai, mas tenho conhecidos que começaram e até hoje não conseguiram largar o vício. Não falo de drogas como álcool ou cigarro. O assunto aqui é sério. Falo sobre a droga das drogas. Aquela que aterroriza mães despreparadas e lota lan houses. Venho aqui pra falar sobre Tibia.

Esse lixo aí é Tibia.

Sei que vocês devem ter pensado que tibia era apenas mais um dos vários ossos do corpo humano, mas sei também que muitos já devem ter se envolvido com essa criação do demônio. Sinceramente, nunca vi uma coisa ser tão ruim e conseguir viciar tanta gente. Muita gente MESMO.

Quando eu comecei a me cnvolver com esse tipo de droga, ainda era uma criança pura e serelepe. Sim, amigos, eu já fui puro e inocente, mas já faz tanto tempo que não lembro direito. Meu primo que me apresentou. Como eu poderia negar? Ele é como se fosse meu irmão, nunca iria fazer algo para me prejudicar. Acreditei nele e fiz a minha conta. Na época, era complicado jogar, a internet ainda era discada na minha casa, mas o vício falou mais alto desde a primeira logada.

Desperdicei horas das minhas madrugadas jogando essa porcaria que, por sua vez, exigia cada vez mais de mim. Não dava mais para jogar apenas nas madrugadas dos finais de semana. Pro meu primo era mais fácil porque ele podia jogar na lan house. Tentamos por diversas vezes arrumar um local, que não a lan house, para saciarmos nossa sede pela droga. Instalamos o jogo na escola, no cursinho de inglês, casa de amigos, enfim, todos os lugares ao nosso alcance, mas mesmo assim não era o bastante.

Acho que meu primo se tornou mais dependente porque ele tinha como ir para a lan house. Hoje consigo enxergar que minha mãe estava apenas me protegendo. Nesse tempo, comecei a perceber que ele estava alterando o seu comportamento e comecei a utilizar menos da droga para não acabar do mesmo jeito. Começaram também a surgir histórias de adolescentes que matavam outros na vida real para resolver os problemas do jogo e de outros que vendiam as coisas de casa para manter o vício. Foi a gota d'água para mim.

Com muito esforço, consegui ajudar meu primo a se livrar desse mal. Porém, ele continua solto por aí. Apenas a um clique de distância. Se você tem algum amiguinho nessa situação, pelo menos mostre a ele um joguinho mais decente tipo...sei lá, paciência spider ou tetris. Porque venhamos e convenhamos, o tibia não tem nada de nada. Só moleques doentes andando de um lado pro outro sem nenhum objetivo. Pela minha experiência, todos os que jogam tem algum problema, principalmente o problema da falta de uma boa surra pra ver se toma jeito na vida.

O tratameno pode ser lento, mas é eficaz. Assim que a pessoa arruma uma namorada (o), o tratamento já está quase concluído, contanto que não tenham se conhecido no jogo porque aí a coisa piora. Basta a namorada resolver fazer uma greve ou resolver deixá-lo que ele percebe a burrada que está fazendo. Difícil mesmo é só arrumar a namorada.

Esse post está uma merda, não cumpri o que prometi e ainda por cima estou correndo o risco de ser xingado de novo, mas querem saber? Foda-se, tive um dia difícil, me deem um desconto.

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

A culpa não é minha

Hoje só amanhã pessoal. Estou na casa do meu primo e a situação aqui é tensa e dramática. Vou dizer os motivos:
  1. O teclado é ruim de digitar e você tem que apertar forte pra escrever, o que acaba limitando a minha velocidade.
  2. O mouse é um saco.
  3. A net é leeeeenta e não me deixa pegar as fotos que já tenho guardadas em casa.
  4. Estou com uma dor de barriga que está me matando. Pelo menos eu me fartei de pizza e não me arrependo nem um pouquinho.
Agora, me deixem em paz até amanhã porque hoje a minha noite é de rei.

Provavelmente escreverei sobre dois temas amanhã. Aguardem.

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Let´s Talk About Love

Se todos os seres humanos fossem seres estritamente racionais e calculistas, o amor não existiria. Não falo de um amor qualquer que se vai na primeira tempestade ou o amor que você tem pelo seus pais e irmãos. Falo do amor incondicional entre pessoas que não tem ligação alguma.

"Inteligência artificial carregada. Analizando amor: um jogo estranho. Não jogá-lo é a única forma de vencê-lo."

Encaremos os fatos, amamos amigos e parentes por puro interesse. Seja pela companhia, pelo jeito ou pelas coisas materiais que eles possam nos oferecer. É tão comum você escutar um amigo dizer "odeio meu pai/mãe" e logo em seguida ligar pra eles todo calminho e todo amoroso pra pedir uma grana pra sair ou o carro emprestado.

O amor verdadeiro entre pessoas sem nenhum laço prévio, não é algo que possa ser explicado pela lógica da vida. Mesmo quando a pessoa não tem nada pra te oferecer, você continua querendo que ela continue ali por perto. Pode ser o pior indivíduo do mundo, pode até te fazer mal, mas se você o amar, vai fazer de um tudo pra que ele continue com você. E sabe por quê? Porque o amor verdadeiro vive um triângulo amoroso com a loucura e a estupidez.

As loucuras de amor, hoje em dia, não são como as de antigamente. Pra falar a verdade, nunca foram iguais e nem poderiam ser, afinal de contas, elas nunca existiram. Elas nunca foram nada mais do que o próprio amor em si. Ele é um sentimento louco, uma forma de justificar tantos atos sem sentido e sem nexo para os que nunca o sentiram. Quem já fez uma dessas “loucuras” de amor e foi chamado de idiota ou de doido levante as mãos para o céu e diga amém, agradeça por ter alguém para amar e tenha pena dos que não entendem o que você faz.

(Perdoai-os Senhor, pois eles não sabem o que fazem.)

Nem sempre são apenas os outros que acreditam que estamos agindo como idiotas. Muitas vezes o amor nos cega e fazemos coisas que não faríamos nem sobre pressão. Agimos embriagados pelo sentimento. Isso nos faz infringir regras, aceitar o inaceitável, perdoar o imperdoável, fazer o impossível para que tudo aquilo continue funcionando. Ele nos deixa burros. Esse tal de amor verdadeiro é diferente. É ele que justifica todas as besteiras ditas e feitas, todos os obstáculos enfrentados, todas as discussões em casa, todas as caminhadas, todas as promessas feitas, todas as tentativas de cantar, todos os chocolates, todas as flores, todas as fugas de casa ou todas aquelas vezes em que você mentiu pros seus pais dizendo que só ia dar um pulinho ali.

"Nossa cópia do kama sutra tem alguns erros de tradução. As quais nos recusamos a corrigir."


Só não esqueçam que ele, antes de ser verdadeiro, é amor como todos os outros amores: machuca do mesmo jeito, quando não é pior. Existem apenas dois tipos de pessoa no mundo: as que sofrem por amor e as que não o conhecem. Todo relacionamento passa por momentos difíceis. Ninguém é o namorada ou a namorada perfeita vinte e quatro horas por dia, sete dias por semana. Falamos besteira e temos que ouvir muita besteira também. Faz parte, mas não quer dizer que não valha a pena.

Depois de ter sofrido e causado sofrimento, aprendi uma coisa que gostaria de compartilhar com todos vocês leitores do Embriaguez. Corra do amor enquanto puder, não se apegue a nada e nem a ninguém. Aproveite o que tiver que aproveitar porque ser solteiro é o que há. Quando o amor te alcançar, se ele fizer por onde, segure-o. Faça de tudo para que ele fique por perto. Curta a vida a dois ao máximo, pois, ter alguém do seu lado é o que há. Porém, se depois de ter feito tudo ao seu alcance para que esse amor não fosse embora ele ainda assim quiser ir, deixe-o e siga o seu caminho.

Pode parecer contraditório, mas faz sentido deixá-lo ir. Algo que te traz mais dor do que alegria não pode ser amor. Quando estiver sozinho, você pensará que nunca mais irá amar alguém do mesmo jeito. Bem, você está certo. Na próxima vez que o amor bater na sua porta, você amará muito mais. Acalmem-se. Ficar sozinho não é o fim do mundo. Apenas relaxem e esperem. Um novo sentimento, muito mais forte que o anterior, sempre surge. Surge até de lugares que você nunca esperaria. Posso garantir o que falo porque sou a prova disso.

Crente Doido

Quando eu digo que religião aliena as pessoas, dizem que eu estou louco. Ainda me chamam de herege. Só digo uma coisa: contra fatos não há argumentos.

Impressão minha, ou ele está tentando tirar o demônio do bueiro no começo do vídeo?

Mais tarde eu volto pra falar sobre amor.